ALIANÇA COM PT: “Não existe agro da esquerda”, critica vereador; 13 sindicatos emitem nota de repúdio

Produtor rural e liderança com forte atuação em Brasnorte e região Noroeste, o vereador Norberto Júnior, criticou nesta sexta-feira (15.07) o senador Carlos Fávaro (PSD) e o pré-candidato ao Senado, deputado federal, Neri Geller (PP), pela aliança firmada com o PT, em apoio à Lula rumo a Presidência da República.

Norberto apoia o movimento público que repudia essa aliança e tem sido articulado por vários sindicatos rurais de Mato Grosso. Nesta semana publicou nas suas redes sociais as notas de repúdio emitidas por, pelo menos, 13 sindicatos rurais e outras duas e cooperativas agrícolas.

Na nota, as entidades criticam Fávaro e Geller por se unirem ao PT, partido que apoia o Movimento Sem-Terra (MST) e que seria uma organização criminosa que invade, depreda e incendeia propriedades. Para o vereador, os produtores rurais não aceitam essa união com petistas.

“Não existe Agro da esquerda, Mato Grosso não aceita traíra. Estamos juntos com a direita e com nosso presidente Jair Messias Bolsonaro em defesa do agro e em defesa do direito à propriedade adquirida”, declarou o vereador que é filiado ao Partido Liberal e tem sido cotado para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa.

Até o momento, já emitiram nota de repúdio os sindicatos de Sinop, Primavera do Leste, Campo Novo do Parecis, Diamantino, Matupá, Poconé, Sorriso, Nova Mutum, Ipiranga do Norte, Nova Ubiratã, Vera, Tangará da Serra, Brasnorte e as cooperativas Cooperativa Agropecuária de Primavera (Coap) , Cooperativa Agropecuária Terra Viva – Coavil.

Acesse o link da publicação com as notas de repúdios dos sindicatos rurais:

https://www.instagram.com/p/CgDe0psukYG/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.