Após dois anos sem convocações, Gil não descarta Seleção

O zagueiro Gil volta para o Corinthians com o objetivo de acertar a defesa da equipe e levar o clube de volta à briga pelo título do Campeonato Brasileiro, mas a possibilidade de Seleção Brasileira segue aberta na cabeça do jogador. Convocado em 11 oportunidades entre 2014 e 2017, ele acredita que pode ter mais chances caso consiga um bom desempenho no Timão.

“O primordial é o clube, se a gente está bem aqui as portas estão abertas. A gente não sabe o dia de amanhã. Esperamos, sim, um dia voltar a vestir a camisa da Seleção Brasileira, mas tudo depende daqui. Eles (Seleção) acabaram de ser campeões agora”, avaliou o jogador.

Aos 32 anos, Gil é mais novo, por exemplo, do que Thiago Silva (34) e Miranda (34), dois dos defensores presentes no elenco do técnico Tite campeão da Copa América, na semana passada. Pedro Geromel (33), que esteve na Copa do Mundo, também é mais velho que o novo corintiano.

A última vez em que ele foi chamado se deu na partida contra a Argentina, na Austrália, em 2017, uma das duas derrotas de Tite no comando da Seleção. De volta após três temporadas e meia na China, ele acredita que pode ajudar o Timão a se reerguer e, a partir daí, crescer gradativamente no ano.

“Temos agora uma sequência aí de três jogos em casa, temos de trabalhar, seguir trabalhando, temos uma sequência boa para poder ajustar algumas coisas e crescer tanto no Brasileiro quanto na Sul-Americana. Trabalhando, todo mundo concentrado e focado”, concluiu.

Em sua primeira passagem no Timão, entre 2013 e 2015, o defensor completou 178 jogos, anotando cinco gols e faturando o Campeonato Paulista e a Recopa Sul-Americana de 2013, além do Campeonato Brasileiro de 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *