Botelho pede a ministro construção de novo Pronto Socorro em Várzea Grande

Ministro Marcelo Queiroga cumpriu agenda, nesta sexta-feira (09), em Rondonópolis, VG e Cuiabá

O primeiro-secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), pediu recursos ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para a construção de um novo Pronto Socorro em Várzea Grande. O pedido foi feito nesta sexta-feira (09), durante a visita de Queiroga, na Central de Vacinação instalada no Ginásio Fiotão, em Várzea Grande.

Botelho explicou a imprensa que conversou com o ministro explicando a necessidade de investimentos no setor.

“Falei para o ministro que para melhorarmos a saúde em Mato Grosso precisamos de recursos. Eu disse a ele que Várzea Grande precisa de um novo pronto socorro e está na hora, já que o senhor disse que quer fazer em Mato Grosso uma das melhores saúde do Brasil, comparado ao agronegócios, então está na hora de colocar a caneta, de trazer dinheiro para melhorarmos esse setor!”, informou Botelho.

Queiroga, que é médico, aplicou a vacina em duas senhoras no Fiotão: Ivanil dos Santos da Silva, e Daniele Batista Santana, ambas de 41 anos. Também defendeu a importância da vacina para salvar vidas no combate à pandemia.

“As vacinas são esperanças para acabar com essa pandemia. Não podem deixar de tomar a segunda dose”, disse o ministro, ao alertar que é grande o número de ausentes para a segunda imunização. E que elas conseguem proteger, inclusive, da variante Delta.

Na oportunidade, Botelho disse que o governo federal tem feito ações importantes para Mato Grosso. “A Saúde é uma delas, como o envio de vacinas que Mato Grosso tem sido atendido, a ajuda os municípios, o auxílio que tem dado as pessoas, tudo isso favorece muito o nosso estado”.

Questionado sobre o retorno presencial das aulas, Botelho defendeu o estabelecimento de percentual de profissionais da Educação vacinados. “Defendo que haja uma negociação para estabelecer um percentual de professores e outros profissionais vacinados para o retorno das aulas. Tem que ter um meio termo para esse retorno, assegurando a saúde e segurança de alunos e professores”.

Durante a visita, em Várzea Grande, o ministro assinou um termo para o credenciamento de 11 unidades básicas de saúde, que passarão a contar com verba federal para o custeio.

A Prefeitura de Várzea Grande também conta com o apoio da Assembleia Legislativa, que trabalha para aportar recursos para Ortopedia, tornando possível o retorno das cirurgias eletivas e acelerar o atendimento dos pacientes na fila de espera. Além de recursos para instalação de UTI neonatal no Hospital Materno Rede Cegonha.

Na agenda do ministro também constou a visita ao Hospital Municipal de Cuiabá – HMC e Palácio Paiaguás, finalizando os compromissos de hoje em Mato Grosso, com uma reunião com o governador Mauro Mendes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *