Brincadeira da morte viraliza mesmo após morte de adolescente; veja os vídeos

A menina Emanuela Medeiros, de 16 anos, morreu em Mossoró, no Oeste Potiguar em meados de Novembro do ano passado, por causa de uma brincadeira que a fez cair no chão e bater a cabeça, enquanto estava na Escola Municipal Antonio Fagundes. O que repercute o caso novamente e assusta é a questão de mesmo após essa tragédia, a brincadeira estar sendo realizada ainda hoje em dia, inclusive circulando vídeos na internet.

Na época, Emanuela teria sofrido traumatismo craniano, após participar de uma brincadeira com outras duas pessoas que a seguraram e tentaram girá-la, como uma espécie de cambalhota. Durante o giro, ela caiu e bateu a cabeça no chão.

Pelos vídeos que andam circulando na rede, é possível notar que a brincadeira que está viralizando tem as mesmas características, mesmo não sendo a da ocasião em questão, seria muito parecida e propiciaria aos envolvidos correrem os mesmos riscos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *