CARIDADE: Sentimentos a Serem Agigantados

Fechando a série de dez artigos com fundamentação bíblica, encerramos com o Sentimento a Ser Agigantado dentro de cada um de nós: a CARIDADE. “Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros”, 1 João 4:7-11.

A Caridade é a prática do amor. Em outras palavras, a caridade é o amor em prática. Quando lemos, em João 3.16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu filho unigênito para que todo aquele que Nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna”, vemos que o amor de Deus não se limitou somente a sentimentos ou emoções. O amor de Deus foi colocado em prática e demonstrado, quando nos foi dado seu bem mais precioso, que é o seu Filho amado. Deus não perguntou se queríamos amá-lo, Ele simplesmente nos amou. Deus não perguntou se queríamos o sacrifício de seu Único Filho, Ele simplesmente O ofereceu por todos nós.

O verdadeiro amor é sacrificial. O verdadeiro amor importa em atos e atitudes, como diz o apóstolo Paulo, em I Coríntios, 13: 4-8: “O amor é sofredor; é benigno; não é invejoso; não trata com leviandade; não se ensoberbece; não se porta com indecência; não busca os seus interesses; não se irrita; não suspeita mal; não folga com a injustiça; folga com a verdade; tudo sofre; tudo crê; tudo espera; tudo suporta; nunca falha.”

Amor que não se sacrifica em favor do próximo, não é amor, é egoísmo e arrogância. O apóstolo João ainda escreveu, em I João, 3: 16-18: “Conhecemos o amor nisto: que Ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos. Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus? Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.” Portanto, é necessário que amemos também os nossos irmãos, pois quem não ama a seu irmão, é homicida e mentiroso. Não há nele a vida eterna e nem a presença de Deus e do Espírito Santo.

O amor não consiste em apenas amar os irmãos, mas amar também os inimigos. Amar aqueles que nos odeiam. Amar aqueles que nos desprezam e nos maltratam. Amar da mesma forma que Deus nos amou. Precisamos amar incondicionalmente, pois se não aprendermos a amar, não conheceremos e não veremos a Deus.

Alguém pode perguntar: como faço para amar, visto que não consigo? Uma das respostas está em Romanos, 5:5, que diz: “Porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.” Se o Espírito Santo de Deus habita em você, você começará a amar e a sentir esse amor, que só Ele pode proporcionar-lhe. É necessário querer amar para que a obra de Deus comece a ser feita em sua vida. Entregue a Ele todos os seus sentimentos e emoções, peça ao Espírito Santo para encher sua vida e verá o amor de Deus brotando em seu coração. Entregue-se a Deus e o deixe operar a verdadeira vida e o verdadeiro amor em seu ser.

Há um hino antigo que diz assim: “Deixa Jesus encher a tua vida, com seu Espírito e seu amor; Encher teu coração de gozo e louvor; Deixa Jesus cuidar das coisas que te fazem infeliz…”. Então, sejamos em Cristo pelo seu amor e que aprendamos a amar, pois Jesus disse que seríamos conhecidos por amarmo-nos uns aos outros.

Deixo uma oração de agradecimento e reconhecimento. “Meu Deus e meu Pai, em Nome do Senhor Jesus Cristo dobro meus joelhos ante sua Santidade. Reconheço que não tenho amado ao meu próximo. Reconheço que meu coração está endurecido e até insensível. Nesta hora, peço perdão por meus pecados e também pelo sentimento ruim de ódio e insensibilidade. Pai! Perdoa-me e purifique-me no poder do sangue de Jesus Cristo. Que o Espírito Santo venha encher a minha vida e fazer-me transbordar em amor. Mude meus olhos, mude meu coração, mude minha vida, Pai! Que seja como Teu Filho Jesus, no amor, no trato, na misericórdia, no perdão. Oro e agradeço-Te, no precioso nome de Jesus. Amém e Amém.

  • ÉDER DE MORAES DIAS é Ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso; Casa Civil MT; Secopa MT 2014; MT FOMENTO; Articulação Institucional em Brasília; Ex-Diretor de Portos da Metamat; Ex-secretário de Educação VG; Ex-secretário de Governo VG; Ex-secretário de Fazenda VG; Bacharel em Direito; Gestão Comercial; Gestão de Agronegócios; Pós Graduado em Direito Constitucional; Filosofia e Direitos Humanos; Governança Corporativa; MBA em Contabilidade, Economia e Administração de Empresas; MBA em Psicanálise Clínica, Cursando Procedimentos Gerenciais Tecnólogos, MBA Ciências Políticas e iniciante em TEOLOGIA.

One thought on “CARIDADE: Sentimentos a Serem Agigantados

  1. Elvis silvestre P.da mata says:

    E pura verdade das palavras, mas elas tem que sair do papel e praticala, nada ter sentido se não colocarmos em prática àquilo que falamos, só Deus conhecê nossos corações e ele que nós direciona no caminhos da verdade, que Deus nós ajude , que 2020 sejamos cheio do Espírito Santo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *