Casal é preso acusado de tráfico de drogas em Várzea Grande; veja o vídeo

Janaína Rosa de Jesus, 23 anos, e Carlos José Neiva, 46 anos, foram presos em flagrante pela Polícia Militar na tarde deste domingo (08) acusados de tráfico ilícito de drogas.

Conforme a s informações os militares em patrulhamento pela Avenida Frei Coimbra conhecida como Avenida do Capão deparou com a suspeita em frente a Distribuidora do “Gordão) em atitude suspeita que ao perceber a presença da viatura policial demonstrou mudança comportamental na tentativa de dissimular.

Realizada a abordagem policiai a suspeita relatou que era funcionária do estabelecimento comercial e na busca pessoal foi encontrada em poder da mesma algumas porções de substância análoga à cocaína em seus seios e certa quantia em dinheiro.

Durante a sua detenção a suspeita ofereceu resistência, sendo necessário o uso de força para a sua imobilização e algemamento.

Nas buscas realizadas no interior do estabelecimento comercial foi localizada uma porção grande e diversas porções pequenas da mesma substância totalizando 32 porções pequenas e 01 porção grande.

Questionada pelos militares a suspeita relatou que trabalha no local há dois meses e que a principio havia sido aliciada por Adriano (vulgo Palito).

A suspeita confessou ainda que o “Palito” era o dono do entorpecente e que o mesmo realiza o tráfico de drogas em diversos pontos da cidade e que a mesma recebe 200 reais por semana para trabalhar na Distribuidora e comercializar a droga.

No momento da abordagem os militares perceberam que o suspeito Carlos tirava fotos registrando a detenção da suspeita e avisava o traficante “Palito” via celular, atuando como olheiro do traficante.

Foi realizada diligência na tentativa de localizar o suspeito Adriano na Rua 26, no bairro Colina Verdejantes, mas em não foi possível localizar o mesmo em virtude do suspeito Carlos já ter alertado sobre a operação.

Diante dos fatos a suspeita Janaína e o suspeito Carlos foram  detidos e o celular apreendido e conduzidos a Central de Flagrantes para a confecção do boletim de ocorrência e demais providências cabíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *