China já utiliza cloroquina desde fevereiro e imprensa brasileira omitiu essa informação

“Essa informação foi omitida pela grande imprensa brasileira durante a pandemia, uma vez que o único interesse da mídia mainstream nacional era de condenar o uso deste medicamento”

A China já utiliza o fosfato de cloroquina para tratamento precoce da doença do vírus chinês desde o mês de fevereiro deste ano. Essa informação foi omitida pela grande imprensa brasileira durante a pandemia, uma vez que o único interesse da mídia mainstream nacional era de condenar o uso deste medicamento ou de seu derivado, a hidroxicloroquina, disseminar o pânico na população, e gerar a narrativa mentirosa que procurava responsabilizar o Presidente Bolsonaro pela pandemia.

O uso do fosfato de cloroquina para o tratamento precoce foi aprovado e recomendado pelas autoridades de saúde chinesas em fevereiro desta ano, como pode ser visto em artigo científico nesse link. A recomendação do uso de fosfato de cloroquina feita em fevereiro foi reafirmada agora, durante conferência da Comissão Nacional de Saúde da China, realizada em 19/08 naquele país.

Esta reafirmação do uso de fosfato de cloroquina foi divulgada erroneamente pela imprensa brasileira como sendo uma decisão tomada agora. Informações adicionais podem ser obtidas no site Quinina.

Fonte: Crítica Nacional 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *