Corinthians atropela Ferroviária e leva o bi do Paulista Feminino

No Gaúcho, Inter vence Grêmio e também assegura o bicampeonato

Campeão brasileiro há três semanas, o Corinthians coroou a temporada no futebol feminino com outro título. Neste domingo (20), as alvinegras atropelaram a Ferroviária por 5 a 0 na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), e garantiram o bicampeonato paulista. Como venceu a partida de ida por 3 a 1, na Arena Barueri (SP), o Timão definiu o confronto com um incrível 8 a 1 no placar agregado.

As corintianas encerram o ano com 27 vitórias em 32 jogos, com só duas derrotas – uma para o São Paulo, na primeira fase da Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro, e outra para o Santos, nas quartas de final do Paulista. Foram 98 gols marcados e somente 18 sofridos. E não teria sido absurdo que a marca centenária fosse alcançada neste domingo, tantas foram as chances que acabaram não convertidas em gols, para além das cinco bolas que pararam nas redes da Ferroviária.

A goleada foi construída no primeiro tempo. Aos 12 minutos, a atacante Giovana Crivelari recebeu da meia Gabi Zanotti e bateu na saída da goleira Luciana para abrir o placar. Quatro minutos depois, a cabeçada da atacante Adriana parou no travessão. Já aos 20, a escorada da zagueira Érika foi para as redes. Aos 36, outra bola alçada na área e outro gol de cabeça: desta vez da lateral Tamires. Aos 39, Luciana saiu errado, Gabi Zanotti dominou e tocou para a volante Diany fazer o quarto. Aos 43, o travessão – de novo – salvou a Ferroviária, agora em chute da meia Andressinha.

O Timão diminuiu o ritmo na etapa final, mas manteve o controle do jogo, sem sustos. A primeira oportunidade do time da casa só apareceu aos 15 minutos, em cobrança de falta da lateral Daiane que a goleira Lelê defendeu. As alvinegras perderam várias chances em sequência, até que aos 31 minutos, a volante Grazi, de 39 anos, recebeu da atacante Gabi Nunes e fechou o marcador na Fonte Luminosa.

Inter garante bicampeonato gaúcho

Atletas do Internacional comemoram a vitória e o título sobre o principal rival, o Grêmio.
Atletas do Internacional comemoram a vitória e o título sobre o principal rival, o Grêmio. – Mariana Capra/Internacional/Direitos reservados

Outro clube a se consagrar bicampeão estadual feminino neste domingo foi o Internacional. As Gurias Coloradas superaram o rival Grêmio por 2 a 1 e asseguraram o título gaúcho da modalidade pela oitava vez. O Gre-Nal decisivo foi realizado na Arena Cruzeiro, em Cachoeirinha (RS), região metropolitana da capital Porto Alegre.

O duelo reuniu os dois representantes gaúchos na elite do Brasileiro Feminino. Tanto Inter como Grêmio chegaram às quartas de final da edição deste ano, mas foram eliminados pelos dois finalistas – Avaí/Kindermann e Corinthians, respectivamente. No embate anterior entre os rivais, pela Série A1, as coloradas venceram por 1 a 0 em Gravataí (RS).

Sem a goleira Raíssa, que contraiu o novo coronavírus (covid-19), o Grêmio teve a reserva Lorena como a protagonista, evitando que o Inter abrisse vantagem nos primeiros 15 minutos. O Tricolor esboçou reação, mas, aos 27, após cruzamento da atacante Rafa Travalão, a meia Djeni abriu o marcador, de cabeça. As coloradas mantiveram a intensidade no segundo tempo e ampliaram aos oito minutos, em golaço da atacante Byanca Brasil, que driblou Lorena antes de finalizar. 

As Gurias Gremistas se lançaram de vez ao ataque e quase descontaram aos 17 minutos, quando a lateral Naná salvou, em cima da linha, uma bola desviada pela atacante Ju Oliveira. Aos 41, a lateral Simeia foi derrubada na área. A meia Pri Back converteu e recolocou as tricolores na disputa, mas as coloradas fizeram valer a superioridade técnica e controlaram a vantagem até o apito final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *