Daniel Carvalho, criador da Katylene, morre aos 32 anos

O influenciador digital e apresentador de TV estava internado no CER Leblon desde o fim do ano passado, mas teve uma parada cardiorrespiratória, por falência aguda dos rins, no início da noite desta sexta (8).

Criador e criatura: Daniel Carvalho ao lado de Katylene, travesti de Xerém que ele inventou na web — Foto: Lucas Fonseca/MTV

O influenciador digital e apresentador de TV Daniel Carvalho, criador da personagem Katylene, morreu aos 32 anos no início da noite desta sexta-feira (8). Considerado um dos precursores dos influenciadores digitais, ele estava internado no CER Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro, desde o fim do ano passado, mas teve uma parada cardiorrespiratória por falência aguda dos rins.

A morte foi confirmada por Vera Seciliano, tia e madrinha do apresentador.

Daniel ficou conhecido na internet em 2007, quando criou o blog Papel Pobre e também a personagem Katylene Beezmarcky, travesti nascida em Xerém. A página usava um tom de humor – às vezes, ácido – para falar sobre celebridades e subcelebridades.

Com o sucesso da página, Daniel – e Katylene – foram ganhando espaço além da internet e partiram para a TV.

“A internet é um bom palco para o humor e novos apresentadores”, declarou Daniel em 2010, quanto tinha 23 anos, ao celebrar sua ida para a MTV. Sua atração no atração tinha 15 minutos e seguia a linha do blog.

Dois anos depois, em 2012, Daniel deixou de lado a personagem e passou a integrar a equipe do programa “Muito +”, comandado por Adriane Galisteu, na Band. Mas pouco depois da estreia do programa, ele anunciou que deixaria a bancada da atração. “Estou saindo para voltar para minha outra lôra, a Katylene”, explicou ele, que seguiu na produção do programa.

Nas redes sociais, Daniel nunca abandonou Katylene. Em sua página no Instagram, seguia com a personagem e contava com mais de 217 mil seguidores.

Amigos do apresentador lamentaram a morte.

“Eu não consigo acreditar, tô completamente em choque e sem chão. Eu amava profundamente o Daniel, vivi com ele momentos inesquecíveis. Que Deus o receba entre os seus. Só nos resta rezar por ele”, escreveu o jornalista Álvaro Leme em uma rede social.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *