DEU NA GAZETA: Lucimar é aprovada por 79% da população várzea-grandense

Prestes a finalizar o segundo mandato, a prefeita Lucimar Campos (DEM) tem 79% de aprovação popular na sua administração em Várzea Grande. O resultado é da pesquisa realizada pelo Instituto Gazeta Dados. Os entrevistados foram questionados se aprovam ou não o modo como a democrata administra a cidade e apenas 14% desaprovam. Não souberam ou não quiseram responder contabilizam 7%.


Quanto à qualidade da gestão, 62% dos moradores entrevistados a consideram positiva, sendo que 50% a classificam como boa e 12% como ótima. Outros 26% opinam como regular a administração. Apenas 9% dos pesquisados afirmam achar a gestão negativa, sendo 4% considerando ruim e 5% péssima. Não sabem ou não responderam, representaram 3% dos entrevistados.

A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral com o número MT-06855/2020. O Gazeta Dados ouviu 800 moradores entre os dias 10 e 12 de outubro.

Nos últimos meses de sua gestão, Lucimar vem entregando obras na cidade. Ela assegura que, ao final de seu mandato, mais de 88% das Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBs) e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) estarão construídas, reformadas, melhoradas e revitalizadas. A prefeitura está revitalizando 75 escolas da rede municipal durante a gestão, de um total de 85 unidades.

Além disso, o município finalizou o segundo quadrimestre de 2020 com superavit da ordem de R$ 100 milhões. Quanto às obras, a prefeitura entregou 13 praças construídas ou reformadas, ultrapassando 200 equipamentos em toda a gestão. Na saúde, o município de Várzea Grande investiu no segundo quadrimestre deste ano -de maio a agosto, R$ 55,3 milhões, dos quais R$ 21,5 milhões ou 38,95% são de recursos próprios do Tesouro Municipal, mantendo elevados os repasses para o setor considerado um dos prioritários da atual administração. Do total de recursos aplicados em 4 meses, R$ 7,6 milhões foram exclusivos para combater a pandemia da covid-19, mas parte acabou sendo devolvida ao Ministério da Saúde por ter sido encaminhada de forma incorreta e sem a regularidade necessária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *