DOCUMENTOS FALSOS: Polícia Civil apura fraudes em execuções fiscais

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Publica (Defaz), cumpriu na manhã desta quarta-feira (19.08), um mandado de busca e apreensão contra um advogado na cidade de Diamantino (209 km a médio norte de Cuiabá).

A ordem judicial foi expedida pela 8ª Vara Criminal de Cuiabá para apurar crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso em ações de execuções fiscais promovidas pela Procuradoria Geral do estado.

Na ação, a Defaz com apoio da Politec colheram elementos que auxiliarão as investigações, cujos indícios de autoria apontam para o advogado como responsável por falsificar e utilizar procurações fraudulentas em diversas exceções de pré-executividade sem o reconhecimento do próprio executado/devedor.

A investigação apura que o investigado utilizou de forma habitual e reiterada os documentos fraudulentos para ajuizamento das exceções de pré-executividade em ações de execuções fiscais de grande valor econômico, com objetivo de auferir os valores sucumbenciais, através de peticionamento eletrônico no sistema PJe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *