Dois anos após morte da atriz Rogéria, túmulo continua sem lápide e sequer nome; ‘Sem memória? Sem respeito?’

Irmão da atriz lembra que houve promessa da Prefeitura. Artista morreu em 2017 e está enterrada em Cantagalo. Rogéria também ficou conhecida nacionalmente como símbolo gay e militante contra a homofobia.

Neste sábado (2), Dia de Finados, a reportagem mostra as condições em que se encontra o túmulo de um dos grandes nomes da TV brasileira: a atriz e cantora Rogéria.

Nascida como Astolfo Pinto, ela é conhecida somo símbolo gay e militante contra a homofobia.

As imagens mostram apenas um bloco de concreto que não tem lápide e sequer o nome de identificação da personalidade brasileira, que morreu aos 74 anos, em setembro de 2017, e foi sepultada em Cantagalo, sua cidade natal.

Segundo Flavio, ver o túmulo da irmã do jeito que está o deixa triste. “Sinto uma dor profunda no coração por uma coisa que não foi cumprida”, disse.

Corpo de Rogéria foi sepultado na tarde desta quarta-feira em Cantagalo — Foto: Juliana Scarini / G1
Corpo de Rogéria foi sepultado na tarde desta quarta-feira em Cantagalo — Foto: Juliana Scarini / G1

Uma moradora da cidade, que preferiu não se identificar, ficou indignada ao ver a situação do túmulo da artista.

“Sou munícipe e me envergonho com tanto descaso com alguém de relevância no cenário artístico nacional, que falou sempre com muito orgulho de nossa cidade. É assim que retribuiremos? Sem memória? Sem respeito?”, disse.

Nesta sexta (1º), o município disse à equipe de reportagem que, quando a artista morreu, foram prestadas as devidas homenagens, tendo sido, inclusive, velada no saguão principal da Prefeitura, mas não informou se há previsão de investimentos no túmulo de Rogéria.

Centro Cultural

Na época, o município informou que também faria um Centro Cultural em homenagem à artista. Dois anos depois, a Prefeitura informa que o espaço está em fase final de construção.

O município disse que existem duas licitações agendadas para aquisição de equipamentos de som, iluminação, e poltronas para o Centro Cultural.

Para o vereador João Bôsco, de Cantagalo, o espaço deverá estar à altura da importância artística de Rogéria.

Filme

Nesta semana foi lançado o documentário: “Rogéria – Senhor Astolfo Barroso Pinto”, que conta a trajetória da artista.

O filme, que começou a ser gravado quando ela ainda estava viva, reúne depoimentos de artistas brasileiros, como Betty Faria, Jô Soares, Bibi Ferreira e Aguinaldo Silva.

O longa trata ainda temas que vem sendo discutidos atualmente, como questões de gênero, preconceito e afirmação de direitos no país.

Trajetória da atriz

Atriz Rogéria durante ensaio fotográfico — Foto: Marcos Serra Lima/ G1
Atriz Rogéria durante ensaio fotográfico — Foto: Marcos Serra Lima/ G1

Fonte: G1


2 thoughts on “Dois anos após morte da atriz Rogéria, túmulo continua sem lápide e sequer nome; ‘Sem memória? Sem respeito?’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *