É possível tratar ciúme doentio? Saiba mais sobre o tema!

Veja como reduzir os ciúmes 

O ciúme, embora seja bastante comum estar presente nos relacionamentos, principalmente amorosos, quando passa da medida pode gerar bastante danos na relação. Esse sentimento está muito atrelado com algumas questões internas de cada pessoa, como baixa autoestima e desejo de ter tudo sob controle, que acaba sendo despejado na outra pessoa da relação.

Por isso, o ciúme doentio, ou obsessivo, seria justamente o estágio desse sentimento em que a pessoa não tem mais controle sobre as emoções e acaba se tornando algo abusivo e obsessivo. E é aí que começa a se tornar um problema de fato, pois a pessoa passa querer controlar tudo da vida do outro, as pessoas com quem ela saiu, o celular, afastar amigos e até mesmo familiares. 

Esse sentimento não está atrelado somente a relacionamentos tradicionais monogâmicos, as pessoas podem desenvolver um ciúme doentio até em relações mais flexíveis, como o relacionamento ashley madison, por exemplo. Além disso, não é algo exclusivo de relacionamentos amorosos, ele pode ser encontrado também entre amigos, familiares e colegas. 

Depois de entender um pouco mais sobre o assunto, algumas pessoas podem estar se perguntando: “é possível tratar o ciúme doentio”? A resposta mais geral é sim! O primeiro passo é reconhecer que possui esses sentimentos e buscar ajuda. O ideal nesse caso é que haja um acompanhamento de um psicólogo. Isso porque o ciúme geralmente está atrelado a uma insegurança e baixa auto estima muito grande do indivíduo. 

Por isso, o profissional vai ajudar a descobrir de onde vem esses sentimentos e ajudar a controlar de forma mais específica para cada caso. Além disso, é possível também exercitar a confiança entre o casal, principalmente através da escuta ativa. Onde ambas as partes falam e escutam o companheiro sem julgamentos ou críticas. Isso fortalece ainda mais os laços de confiança entre o casal. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.