Em um mês, 36 motoristas são autuados por embriaguez ao volante em operações integradas

Foram fiscalizados 1.789 veículos, sendo 488 veículos autuados, 303 foram removidos e 76 documentos recolhidos, entre CNH e Licenciamento

As operações integradas de fiscalização de trânsito realizadas no mês de fevereiro resultaram na prisão em flagrante de 36 motoristas por embriaguez ao volante. Foram fiscalizados 1.789 veículos, sendo 488 veículos autuados, 303 foram removidos e 76 documentos recolhidos, entre CNH e Licenciamento.

Os números são resultado das 20 blitzes de fiscalização de trânsito realizadas em Cuiabá, no mês de fevereiro, pelo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) em parceria com o Batalhão de Polícia Militar de Trânsito Urbano, além das quatro operações Lei Seca integrada com as forças de Segurança Pública.

Nas ações, 166 motoristas também foram flagrados conduzindo veículo sem possuir habilitação, uma conduta que constitui infração de trânsito prevista no artigo 162 do Código de Trânsito Brasileiro. A penalidade é de natureza gravíssima no valor de R$ 880,41.

“Nesse caso, o proprietário como responsável pelo veículo também pode ser multado por permitir ou entregar veículo a pessoa nessa condição”, explicou a gerente de Fiscalização de Trânsito do Detran-MT, Kelli Lopes Felix.  

Conforme Kelli, as abordagens a condutores inabilitados têm sido uma das infrações mais recorrentes nas ações de fiscalização de trânsito. “Uma irresponsabilidade muito grande que coloca em risco a vida de terceiros e do próprio condutor”, destacou.  

Nas operações também foram lavrados 761 Autos de Infração de Trânsito e realizados 275 testes de alcoolemia.

As operações integradas de fiscalização de trânsito são realizadas constantemente em locais com maior incidência de infrações e acidentes de trânsito.

Os agentes montam barreiras e bloqueios (blitz) para orientar os motoristas e verificar a documentação dos condutores, as condições de circulação do veículo, estado de conservação, itens obrigatórios e de identificação dos veículos.

“Agimos de forma preventiva e repressiva contra irregularidades administrativas, civis e criminais que possam colocar em risco a segurança no trânsito de toda a população”, completou a gerente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *