EM VÁRZEA GRANDE: Policia Militar prende homem foragido da justiça no bairro Ipase

Durante a abordagem policial foi constatado um mandado de prisão em aberto expedido no último dia 17 pela justiça

Em Várzea Grande, a Polícia Militar prendeu na tarde de segunda – feira (20) um homem de 25 anos, foragido da justiça por crimes de sequestro, cárcere privado, organização criminosa e homicídio qualificado, no bairro Ipase. O suspeito foi localizado pela PM após insultar uma equipe de policiais em rondas pela região.

Por volta das 14h, policiais realizavam rondas no centro de Várzea Grande quando visualizaram o suspeito em um carro VW/Pollo sem placa. A equipe da PM ao fazer a abordagem passou a ser insultada pelo o homem que proferiu diversas frases aos militares como “eles querem pegar meu dinheiro”, “eles vão me roubar”, “eles são safados, sempre fazem isso”, “são todos ladrões”.

A PM verificou o nome do condutor do carro no sistema e constatou que havia um mandado de prisão em aberto expedido no dia 17 de julho deste ano pela 1º Vara Criminal da Comarca de Várzea Grande pelos crimes de sequestro, cárcere privado, organização criminosa e homicídio qualificado.

O homem recebeu voz de prisão e disse que estava ciente da existência do mandado de prisão contra ele. Os policiais identificaram que o suspeito já tinha passagem pela polícia por crimes de receptação, roubo, uso de documento falso e homicídio tentado.

Foi questionado pela polícia se o suspeito possuía arma de fogo, o homem afirmou que sim, e que a arma estaria em sua residência no bairro Pirineu. Os policiais foram com o suspeito até o local, mas não conseguiram adentrar no imóvel, pois o morador não conseguir acertar a senha do portão de acesso ao local.

Os policiais então conduziram o homem até a Central de Flagrantes e na delegacia se depararam com familiares do suspeito nervosos e alterados. Durante a confecção do boletim de ocorrência a irmã do conduzido recebeu voz de prisão depois que passou a fazer ameaças à uma policial feminina da equipe. A mulher chegou a dizer para a militar “vou acabar com você”, “você não sabe com quem está mexendo”, “você vai pagar caro por isso”.  As duas pessoas foram entregues à Polícia Judiciária Civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *