Equipe integrada fiscaliza preços de máscaras e álcool em gel em distribuidora na Capital

Um distribuidora de produtos hospitalares de Cuiabá recebeu nesta quinta-feira (14.05) a equipe de fiscalização da Polícia Civil e Procon Estadual, em mais uma etapa da ação integrada para coibir a prática de preços abusivos sobre produtos, especialmente neste momento da pandemia do novo coronavírus. A equipe formada por policiais da Delegacia do Consumidor e fiscais do Procon investigam possível aumento abusivo nos preços de máscaras de proteção e álcool em gel.

Esta é a segunda empresa que passa pela fiscalização na semana. Na quarta-feira, a Equipe Especial de Pronta Resposta da Polícia Civil, que conta com policiais da Delegacia Especializada do Consumidor, Gerência de Operações Especiais e Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá, e o Procon-MT fiscalizou os preços de gêneros alimentícios e de produtos de limpeza e higiene em um supermercado da Capital.

A fiscalização tem o intuito também de orientar os estabelecimentos visitados quanto à possível prática de preços abusivos, o que pode configurar crime contra a economia popular ou nas relações de consumo.

Durante a fiscalização, as equipes coletam, inclusive com imagens, informações dos produtos que depois passarão por análise para checar se há anormalidade em relação aos preços praticados.

O delegado responsável pela Equipe Especial, Rodrigo Azem Buchdid, explica que o foco da fiscalização são os produtos com maior procura pelo consumidor neste período de pandemia, entre eles gêneros alimentícios de primeira necessidade e também aqueles utilizados para higienização e na proteção. “Focamos a fiscalização também nos itens de limpeza, como álcool líquido, álcool em gel, água sanitária, entre outros, cuja procura aumentou bastante após o início da pandemia, como as máscaras de proteção, cuja procura teve um aumento substancial neste período”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *