Europa vive semana de recordes de novas infecções da Covid-19

Turistas no Mercado San Miguel, em Madri, utilizando máscaras
Foto: Javier Barbancho – 31.jul.2020/ Reuters

O mundo assiste com apreensão à segunda onda de infecções pelo novo coronavírus na Europa.

Enquanto o Brasil apresenta uma lenta redução nas contaminações, países do velho continente bateram recordes de novos casos na última semana e acenderam um alerta sobre o que podemos enfrentar nos próximos meses.

Na terça-feira (20), a Rússia registrou o recorde de 16.139 casos diários e chegou a um total de 1.463.306 infecções pelo novo coronavírus. O país, que tem hoje um total de 25.875 mortes, é quarto no mundo com mais contaminados.

No Reino Unido, o número mais alto de novas infecções foi registrado na terça-feira (21), quando 26.668 casos foram somados ao total de 876 mil. No mesmo dia, a Suíça contabilizou 5.596 novos diagnósticos de Covid-19, maior número desde o início da pandemia.

Na quarta-feira (22), ao menos quatro nações europeias bateram recorde de infecções diárias. Além de Alemanha (11.287 novos casos), Holanda (9.283) e Portugal (3.270), a Espanha somou 20.986 novos contaminados, obrigando o governo a adotar restrições para conter o alto contágio.

O estado de emergência implementado pelos espanhóis restringe viagens entre determinadas regiões e adota toques de recolher noturnos locais.

Um dos países mais impactados pela pandemia, a Itália registrou o maior número de casos diários na última sexta-feira (23), com 19.143 novos infectados. A segunda onda no país mediterrâneo fez com que novas medidas restritivas fossem adotadas pelo governo.

O decreto assinado pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte, que entra em vigor nesta segunda feira (26/10), determina que os bares e restaurantes devem fechar às 18h, hora local – e não podem receber mais de quatro clientes por mesa.

Na França, o recorde de casos foi batido por três dias consecutivos: o maior número de novos contaminados foi neste domingo (25), quando 52.010 casos da Covid-19 foram registrados no país. O recorde anterior era de apenas um dia antes, no sábado (24), quando foram registrados outros 45.422 casos da doença, superando a marca de 42.032 infecções, registrada na sexta-feira (23).

Em meio aos novos contágios no continente europeu, o mundo bateu recorde de casos diários por três dias consecutivos, segundo a Organização Mundial da Saúde. Na quinta-feira (22), foram registrados 441.857 novos contaminados no planeta. Na sexta (23), foram 456.936, enquanto no sábado (24), a organização contabilizou 468.409 infecções.

Fonte: CNN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *