EVENTO INTERNACIONAL : Acordos na Cop 26 selam compromisso de MT com o meio ambiente, avalia Max Russi

Valorização do estado, como o maior produtor de grãos do país, no mercado internacional, também foi pauta no polo de discussões.

A Cop26 foi palco para potencializar o modelo ambiental de Mato Grosso e assim atrair investimentos para práticas sustentáveis no estado, segundo o deputado Max Russi (PSB). O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso esteve na comitiva do governador Mauro Mendes (DEM), que participou da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2021 na Dinamarca e Escócia.

“A gente procurou demostrar o tanto que Mato Grosso produz. Produz e conserva. Nós temos mais de 60% do nosso território preservado e queremos isso para os nossos países, essa reciprocidade que eles cobram tanto do Brasil”, esclareceu Russi.

Ainda conforme o deputado outro ponto chave, no polo de discussões durante a Cop 26, foi à valorização de Mato Grosso, como o maior produtor de grãos do país, no mercado internacional.

A intenção, de acordo com o parlamentar, foi atrair os olhares mundiais para o Estado, na busca de estabelecer planos de cooperação para o fortalecimento do desenvolvimento sustentável e até de novos modelos econômicos.

“Também pedimos que os produtos, que serão produzidos no Mato Grosso, nossa pecuária, nossa produção agrícola tenha, com essa conservação, valores melhores e valorização por parte do mercado internacional. Acho que foi bastante positiva a participação”, avalia.

No evento, em que o governo estadual apresentou as metas alcançadas em produção sustentável e conservação do meio ambiente, assim como estratégias para neutralizar a emissão de carbono no estado até 2035, 15 anos antes da meta global, o presidente da ALMT assegurou a participação do Legislativo na busca de consensos ambientais, principalmente no universo de discussões.

“Nós precisamos cada vez mais caminhar nessa direção, produzir e preservar. Mas também que o mundo inteiro possa ajudar o Mato Grosso, ajudar o nosso Estado a incluir a nossa população, que precisa sim de apoio e melhor qualidade de vida.”, complementou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *