Flamengo busca empate, passa pelo Inter e avança às semis da Libertadores

Internacional empatou nesta quarta-feira com o Flamengo por 1 a 1 no Estádio Beira-Rio pela segunda partida das quartas de final da Libertadores. Mesmo contando com apoio extraordinário do seu torcedor, o Colorado só conseguiu ter um bom desempenho no segundo tempo. Na etapa inicial os cariocas perderam ótimas chances de estar vencendo. Rodrigo Lindoso fez para o Inter, enquanto Gabigol deixou tudo igual.

Com o resultado, o Flamengo chegou a uma semifinal depois de 35 anos. Já o Colorado pela primeira vez foi eliminado nas quartas de final.

Na semifinal, o Flamengo enfrenta o Grêmio. O jogo de ida será na Arena e a segunda partida ocorre no Maracanã. As datas dos confrontos ocorrem nos dias 02 e 22 de outubro.

O Jogo – Mesmo em vantagem os cariocas já levaram perigo no começo de partida. Com 01 minuto, Gabigol acionou Arrascaeta na esquerda, e o uruguaio bateu de canhota para Marcelo Lomba espalmar. Aos 02, Gabigol saiu na cara do goleiro do Inter, mas não conseguiu abrir o placar.

Depois de um início titubeante, os donos da casa tentam se encontrar na partida. Sem intensidade, o Colorado tem dificuldade de penetrar no sistema defensivo do Mengão. O Flamengo valorizou a bola o que não permitiu os vermelhos de levar perigo a meta de Diego Alves. Aos 21, Everton Ribeiro tentou de novo de fora da área. Marcelo Lomba defendeu com tranquilidade.

Os mandantes apelam muito para lançamentos longos e cruzamentos na área. Já os visitantes quando vão ao ataque são extremamente perigosos. Aos 36, Filipe Luís encheu o pé esquerdo e obrigou Lomba a espalmar para o lado. Aos 41, após cruzamento pela direita, Patrick dominou bem de peito na entrada da área e finalizou de pé esquerdo. A bola saiu à esquerda de Diego Alves. Aos 43, em contra-ataque, Bruno Henrique arrancou pelo meio e dá ótimo passe para Gabigol. Dentro da área e livre, ele tirou de Marcelo Lomba, mas jogou para fora.

A etapa inicial foi domínio dos cariocas que perderam ótimas oportunidades de ampliar a vantagem. Por sua vez, o Colorado parou no bom toque de bola do Mengão.

Para ganhar força ofensiva, o técnico Odair Hellmann colocou o atacante Nico López no lugar de Rafael Sóbis. Mais uma mudança no Inter entrou Wellington Silva e saiu Uendel. O setor do meio-campo vermelho tem mostrado falta de criatividade.

Foi na bola aérea que o Colorado abriu o placar no Beira-Rio. Aos 16, D’Alessandro cobrou na área pela esquerda e Lindoso se antecipou para testar o fundo da rede. O VAR chamou o árbitro Patricio Lostau para ver um possível impedimento. Após sete minutos, a arbitragem confirmou o tento vermelho.

Diferente do primeiro tempo, os cariocas pouco assustaram a meta vermelha. Aos 26, Everton Ribeiro faz bonita jogada pelo meio e deixou com Bruno Henrique, que cortou para a direita e soltou a bomba. O goleiro do Inter defendeu firme.

Com outra postura, o Internacional se atirou para cima na busca do segundo gol. Em uma carta final, o comandante colorado tirou o zagueiro Victor Cuesta para a entrada de Sarrafiore. Num contra-ataque mortal, aos 39, que foi iniciado por Arrascaeta, Bruno Henrique arrancou e tocou para Gabigol, que empurrou para o fundo da rede. Assim, os cariocas confirmam passagem para a semifinal.

Apesar de todo o esforço, o Colorado não soube superar a melhor qualidade técnica do Flamengo. Depois de 35 anos, o Mengão volta a semifinal da competição.

Ficha Técnica
Internacional 1 x 1 Flamengo

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre-RS
Data: 28 de agosto (quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Patricio Lostau (Argentina)
Assistentes: Juan Pablo Belatti (Argentina) e Gabriel Chade (Argentina)
VAR: Fernando Rapallini (ARG)
Renda: R$ 2.685.145,00
Público Total: 49.614
Cartão amarelo: Rafael Sóbis, D’Alessandro, Victor Cuesta, Rodrigo Lindoso (Internacional), Cuéllar, Diego Alves, Filipe Luís (Flamengo)
Gol: Rodrigo Lindoso (Internacional), aos 16 minutos e Gabigol (Flamengo), aos 39 minutos do segundo tempo.Internacional: Marcelo Lomba, Bruno, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta (Sarrafiore) e Uendel (Wellington Silva); Rodrigo Lindoso, Edenílson, D’Alessandro e Patrick; Rafael Sóbis (Nico López) e Paolo Guerrero
Técnico: Odair Hellmann

Flamengo: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís (Renê); Cuéllar (Piris da Motta), Gerson, De Arrascaeta e Everton Ribeiro (Berrío); Bruno Henrique e Gabigol
Técnico: Jorge Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *