Garçom cearense é baleado e morto com tiro na cabeça no Rio de Janeiro; veja o vídeo

Francisco Laércio de Paula Lima, de 26 anos, trabalhava em um bar e voltava para casa quando foi surpreendido pelos policiais militares, segundo testemunhas
Testemunhas disseram que, depois de ser atingido, Francisco tentou se proteger se apoiando em um muro

Um garçom cearense que trabalhava em um bar foi baleado e morto a tiros na manhã deste sábado (9) na comunidade Barreira do Vasco, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Moradores denunciam que ele foi baleado na cabeça por policiais militares.

De acordo com o portal de notícias Extra, a esposa de Laércio, Ana Arlete Farias, de 25 anos, ainda estava dormindo quando recebeu a notícia. Na última vez que se falaram, por volta das 22h desta sexta através de uma chamada de vídeo, Laércio disse que passaria numa loja para comprar uma sanduicheira antes de voltar para casa.

Cearense morto no Rio
Francisco Laércio de Paula Lima voltava do trabalho quando foi surpreendido por PMs que saíram de um beco atirando e mandando quem estava na rua não correrFoto: Arquivo pessoal

O casal é do Ceará, mas se conheceu no Rio de Janeiro e estava junto há apenas 5 meses. Tinham planos de, a partir de janeiro, começar a construir uma casa em Ipaporanga, em sua terra natal.

Ao portal G1, testemunhas disseram que Francisco Laércio de Paula Lima, de 26 anos, voltava do trabalho por volta das 7 horas da manhã, quando foi surpreendido por policiais militares que saíram de um beco atirando e mandando quem estava na rua não correr.

Ele foi atingido com um tiro e tentou se abrigar próximo a um muro, logo em seguida foi atingido por outro disparo, desta vez na cabeça, e morreu no local. Ele estava com um copo de café e uma sacola na mão quando foi alvejado. O corpo foi levado para o Instituto Médico-Legal.

Comunidade protesta

Moradores se revoltaram com a morte do garçom e realizaram um protesto na comunidade. Parentes da vítima que moram no Ceará já ficaram sabendo da morte dele e preparam o traslado do corpo para o município cearense de Ipaporanga, onde mora a família.

 A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que policiais do Grupamento Tático de Polícia de Proximidade realizavam patrulhamento quando foram informados da presença de criminosos armados na Comunidade Barreira do Vasco.

“Chegando ao local, os policiais foram alvo de disparos de arma de fogo e houve confronto. Durante a ação, um morador foi atingido e não resistiu aos ferimentos”, diz o comunicado.

Na nota enviada à imprensa, a PM lamentou a morte de Francisco e informou que a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) irá apurar o ocorrido.

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *