Gefron causou prejuízo de R$ 150 milhões ao crime nos primeiros cinco meses de 2022

Foram retiradas de circulação 6 toneladas de drogas, um aumento de 16,5% em comparação ao mesmo período do ano passado

De janeiro a maio de 2022, o Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), obteve resultados positivos nas principais ocorrências na região de fronteira. Ao todo, foram registradas 182 ações, que causaram um prejuízo de R$ 150 milhões ao crime, equivalente a 11% a mais do que no mesmo período do ano passado, quando o montante estimado chegou a R$ 133 milhões.

O trabalho dos operadores de fronteira neste período também resultou na apreensão de 6 toneladas de drogas, um aumento de 16,5% em relação ao ano passado, quando foram retiradas de circulação 5,2 toneladas.

Ao todo, foram 244 pessoas encaminhadas às delegacias, sendo 217 brasileiros e 27 bolivianos. Já as apreensões de armas de fogo aumentaram de 11, em 2021, para 33 neste ano, enquanto as munições saltaram de 28 para 947, nestes primeiros cinco meses de 2022.

No caso de produtos de contrabando, o Gefron, neste ano, apreendeu 51 toneladas, sendo que no mesmo período do ano passado, foram registrados 80 quilos. Também foram apreendidos ou recuperados 133 veículos, enquanto no ano passado foram 128 veículos.

O comandante do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, ressalta a atuação do grupo na segurança na fronteira e os investimentos que vêm sendo realizado. “Estes resultados positivos são atribuídos aos investimentos feitos pela Sesp, como equipamentos novos, viaturas e radiocomunicadores, melhorando a qualidade e condições de serviço dos agentes que atuam na área de fronteira”, explicou.

O Gefron também une esforços no combate ao crime com as forças federais e estaduais, como Polícia Militar (PMMT) e Civil (PJC-MT), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Força Aérea Brasileira (FAB).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.