Homem de 37 anos é preso pela Polícia Civil por estupro praticado contra a própria filha

Um homem de 37 anos foi preso pela Polícia Civil nesta terça-feira (03.11) pelo estupro de vulnerável praticado contra sua filha. A prisão ocorreu no distrito de Adrianópolis, município do Vale de São Domingos (491 km a oeste de Cuiabá).

O cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar foi realizado pela equipe da Delegacia de Polícia de Jauru e resultou na apreensão de diversas peças e partes de armas de fogo.

O suspeito de 37 anos teve a ordem judicial de prisão expedida pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Pontes e Lacerda pelos crimes de estupro de vulnerável e ameaça praticados contra a vítima de 14 anos. Ele foi preso em flagrante por fabricar e comercializar armas de fogo.

As investigações iniciaram logo após a Polícia Civil de Jauru ser comunicada no dia 30 de outubro sobre a ocorrência de estupro de vulnerável, ocorrida em agosto, bem como o autor estava agindo na fabricação e comércio de armas de fogo.

Diante da grave denúncia, a equipe passou imediatamente a apurar o caso. Várias diligências foram realizadas sob a coordenação do delegado Maurício Maciel Pereira Junior, da Delegacia de Pontes e Lacerda, responsável pelos pedidos de prisão e busca e apreensão.

Durante as buscas na casa do investigado foram apreendidas partes de armas de fogo, recargas para munições e vários aparelhos celulares. Todo material foi encaminhado para perícia.

O suspeito foi conduzido para a Delegacia de Pontes e Lacerda, onde foi interrogado pelo delegado Maurício Maciel. Além do cumprimento do mandado de prisão por estupro de vulnerável, ele foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo. “A ação policial desencadeada de forma rápida durante o feriado prolongado trouxe alívio para a vítima e seus familiares, que temiam as ameaças do suspeito”, finalizou o delegado Maurício Maciel Pereira Junior.

Após os procedimentos policiais, o investigado foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Pontes e Lacerda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *