Homem que filmou e matou namorada estava escondido em mata fechada

Conforme a Polícia Civil, o assassino estava em um barraco, em área de invasão, dentro de mata fechada.

Foragido há quase dois anos, por ter filmado e assassinado a namorada, Maycon  Junior da Silva Dantas, 32 anos, estava escondido em um barraco no meio da mata fechada, na região do Coxipó do Ouro, em Cuiabá.

Maycon foi preso na quinta-feira (19), em um assentamento localizado em uma área de invasão. Ele é apontado pela Polícia Civil como autor do assassinato de Vanessa Tito Poquiviqui, 21, ocorrido em 31 de janeiro de 2018.

Na época do crime, um vídeo circulou nas redes sociais mostrando a jovem Vanessa delirando, antes de ser encontrada morta, por asfixia, no bairro Três Barras, em Cuiabá.

A gravação dura pouco mais de 6 minutos e mostra extremo sofrimento da vítima. Por tais motivos não será publicado.

No vídeo, a jovem aparece se automutilando. Visivelmente perturbada, ela morde a boca e fala frases desconexas, sem sentido.

Em determinados momentos, a garota cospe sangue enquanto grita por “Deus”.

Segundo a Polícia Civil, indica que as imagens foram feitas por Maikon Júnior da Silva Dantas, 30 anos. Conhecido como Japão, que é apontado como autor do assassinato por asfixia e teve a prisão decretada pela Justiça, mas segue foragido.

De acordo com as investigações, a vítima foi localizada pela mãe de Maycon, que acionou a polícia. No local, equipe de plantão da DHPP, coordenada pela delegada Alana Cardoso, encontrou a jovem na cama, no quarto do casal. O corpo apresentava lesões no rosto, um corte de faca no supercílio e outro corte superficial no queixo. A vítima estava com a blusa levantada, seios à mostra e de calcinha.

Fonte: Raul Bradock

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *