IN MEMORIAN: Governo decreta nome do Professor Welson Mesquita à Escola Pascoal Ramos

Ação foi amplamente defendida pelo deputado Eduardo Botelho

Em atendimento à sugestão do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), passa a ser denominada de Escola Estadual Professor Welson Mesquita de Oliveira, a Escola Estadual Pascoal Ramos, em homenagem ao professor, que também foi coordenador e diretor nessa escola, deixando um importante legado à comunidade do Coxipó. Ele faleceu em maio deste ano por complicações da Covid-19.

A alteração foi publicada pelo Decreto 1.166, do último dia 8, assinada pelo governador em exercício Otaviano Pivetta, que dispõe sobre a alteração da denominação dessa unidade escolar, criada em 1981.

Botelho defende iniciativa como uma forma de homenagear o professor e suplente de vereador pelo partido Republicanos, que também atuava nas causas sociais, buscando parcerias para ajudar os menos favorecidos.

“O professor Welson era atuante como líder comunitário, religioso e educacional. Infelizmente perdeu a luta para vítima da Covid-19. E a comunidade perdeu um grande representante, que estava em constante articulação na Assembleia Legislativa em defesa de políticas públicas voltadas às pessoas em situação de vulnerabilidade. Por isso, a nossa homenagem e reconhecimento ao trabalho do professor”, defendeu o deputado.

O professor Welson Mesquita de Oliveira era natural de Guiratinga, interior de Mato Grosso. Criado na região do Coxipó, seus pais tinham um restaurante próximo à rodoviária da região. Aluno muito dedicado, se formou em Licenciatura em Ciências Naturais e Matemática pela UNIC e Licenciatura em Física pela UFMT. Em 1989 trabalhou como professor na Escola Estadual Dr. Estevão Alves Corrêa, no bairro Tijucal e em 2000, na Escola Estadual Pascoal Ramos.

Botelho esteve na escola, em setembro, para checar as instalações dos 22 aparelhos de ar condicionado e kits de carteiras que conseguiu para os estudantes. Também trabalha para consolidar a construção de um complexo esportivo e já solicitou computadores e chromebooks para melhorar o desempenho dos 1.850 alunos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *