Lei sancionada: Empresas de preparação, processamento de produtos e subprodutos de origem animal devem ser instaladas em locais específicos para esta finalidade

Foi sancionada nesta segunda-feira (07.12) a Lei n° 4.672/2020, que dispõe sobre a vedação da implantação e instalação de indústria de preparação, processamento e industrialização de produtos e subprodutos de origem animal, sendo permitida que funcionem apenas em zonas de uso exclusivo industrial para este tipo de empreendimento. A norma é de autoria do presidente da Câmara Municipal, o vereador Fábio José Tardin – Fabinho (DEM).

Consta da norma, que as atividades já existentes e em funcionamento, podem continuar desde que sejam atendidas as medidas preventivas de emissão de odores e outros resíduos, de acordo com os licenciamentos ambientais e sanitárias pertinentes à atividade, estando sujeitas ainda às normas do Código Sanitário do Estado de Mato Grosso.

“Devemos respeitar todo tipo de indústria e empresas em nosso município, porém, devemos preservar o bem-estar da população várzea-grandense. Não queremos penalizar ninguém, temos que reconhecer que esta atividade é sim importante, porém quando são instaladas próximas ao perímetro urbano compromete a qualidade de vida dos cidadãos causando grande incômodo pela poluição olfativa que ocasiona”, destaca Fabinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *