LEI SECA: Operação prende 20 motoristas por embriaguez ao volante em Mato Grosso

Sorriso e Nova Mutum receberam ações de fiscalizações de trânsito neste final de semana

Vinte motoristas foram presos por embriaguez ao volante durante duas edições da Operação Lei Seca realizadas em Mato Grosso. As ações policiais foram coordenadas pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI-MT), vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

Neste domingo (29.05), o município de Sorriso (397 km de Cuiabá), recebeu a 11ª edição que prendeu 13 condutores por embriaguez. A ação foi realizada na Avenida Blumenau próximo ao Residencial Arboreto.

Ao todo, 34 motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool, sendo autuados pela prática. Dezoito Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foram recolhidas. Os agentes das forças de segurança realizaram 120 abordadas e 204 testes de alcoolemia.   

A operação recebeu apoio do 12° Batalhão de Polícia Militar, da Polícia Judiciária Civil, Guarda Municipal, Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran-MT) vinculado ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) e da Secretaria Municipal de Segurança Pública.

Nova Mutum

Já na última sexta-feira (27.05), sete motoristas foram presos por embriaguez durante a 12ª Lei Seca, realizada na Avenida Mutum, bairro Centro, do município de Nova Mutum (242 km de Cuiabá).

Dezoito condutores foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool, sendo autuados pela prática. Foram realizados 80 testes de alcoolemia, no entanto quatro motoristas se recusaram a fazer o teste.

Treze motoristas foram detidos por conduzirem sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e oito por estarem com veículo sem registro ou não licenciado.

Nesta operação, foram registrados 55 Autos de Infração de Trânsito (AITs). Ao todo, 70 veículos foram fiscalizados, dentre eles, 18 foram removidos, dos quais seis carros e 12 motocicletas. Outros 34 foram autuados. Os agentes recolheram ainda 13 CNHs e quatro Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

A operação teve apoio do 26° Batalhão de Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Ciretran, por meio do Detran, e a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.