LUTO DE 3 DIAS: Governo lamenta falecimento de dona Amália Curvo de Campos, mãe do senador Jayme Campos

A ex-primeira-dama de Várzea Grande faleceu aos 96 anos, vítima da Covid-19, nesta quinta-feira (11)

Dona Amália Curvo de Campos – Foto por: Gilberto Leite

O Governo de Mato Grosso lamenta o falecimento de dona Amália Curvo de Campos, aos 96 anos, vítima da Covid-19, nesta quinta-feira (11.02). Dona Amália é mãe do senador Jayme Campos e do ex-governador do Estado, Julio Campos.

O governador Mauro Mendes decretou luto de três dias, que será publicado no próximo Diário Oficial do Estado.

Mauro Mendes e sua esposa, a primeira-dama Virginia Mendes, expressaram a tristeza pelo momento e desejaram o conforto de Deus para todos que sentirão a perda de dona Amália.

“Conhecemos dona Amália, mulher, mãe e avó zelosa e carinhosa, um ser humano admirável, que deixa um legado de amor à sua família e amigos. Desejamos que Deus ilumine seu caminho e dê força a todos os familiares para que possam superar esse momento difícil”, lamentaram o governador e a primeira-dama.

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, lembrou do trabalho ativo na política de dona Amália, quando primeira-dama de Várzea Grande. Com Seo Fiote, prefeito por duas vezes daquele município, ela ajudou na fundação dos partidos PSD, Arena, PFL e DEM.

“Que Deus a tenha e que possa confortar o coração de seus familiares, amigos e admiradores”, disse Carvalho.

Conforme comunicado do senador, por conta da pandemia, não será realizado velório. Um cortejo fúnebre sairá do Hospital Santa Rosa, em Cuiabá, para o Cemitério Central São Francisco, em Várzea Grande, onde ocorrerá o sepultamento, às 11h30.

Dona Amália deixa 10 filhos, 23 netos e 30 bisnetos.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *