MAIOR CELERIDADE: Várzea Grande investirá em obras para acelerar implantação do Parque Tecnológico

Parceria foi anunciada em audiência entre o prefeito Kalil Baracat e o secretário Nilton Borgato

Em execução há seis meses, as obras de construção do Parque Tecnológico de Mato Grosso, a ser instalado em Várzea Grande na região do Chapéu do Sol, entrou na pauta do prefeito Kalil Baracat que se reuniu com o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Nilton Borgato.

De acordo com informações do secretário Nilton Borgato as obras estão em estágio inicial. “Estamos executando a fundação dos prédios. O cronograma ainda prevê um ano e meio de muito trabalho”, disse Borgato.

Para acelerar as obras, Kalil Baracat se comprometeu em executar obras para as redes, de água, esgoto e energia na região. “Além dessa infraestrutura necessária para acelerar a obra e deixá-la mais barata nos comprometemos a executar uma parte do asfalto. Vale ressaltar que a pavimentação já está sendo executada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, a Sinfra; porém conforme foi solicitado pela Seciteci também contribuiremos com parte da pavimentação a fim de agilizar o cronograma de obras”, detalhou o prefeito.

Durante a reunião, o chefe do Executivo Municipal ressaltou a importância do empreendimento para promover pesquisa e inovação na área tecnológica e reafirmou o compromisso da Prefeitura Municipal com o desenvolvimento da cidade. “Estamos trabalhando fortemente para o desenvolvimento de Várzea Grande. Tomamos conhecimento que recentemente o governador assinou o decreto que regulamenta a lei voltada à ciência, tecnologia e pesquisa no Estado, que com certeza será fundamental para a autonomia do Parque Tecnológico que será gerido pelo Estado e sediado em nosso município. Por isso, tudo o que estiver ao nosso alcance será feito”, afirmou Kalil Baracat.

Prefeito da segunda maior cidade de Mato Grosso, Kalil Baracat, lembrou de recente pesquisa da Federação das Indústrias – FIEMT que apontam para Várzea Grande estar entre as 100 maiores cidades do Brasil em preferência para realização de negócios com a industrialização, ou seja, existe uma forte procura das indústrias para se instalarem no município.

A superintendente de Desenvolvimento Científico Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Letícia Figueiredo, também participou da reunião e ressaltou a importância destas iniciativas para acelerar as obras do Parque Tecnológico. “Esta reunião foi importante para sanar dúvidas, recebermos ideias e alinharmos as ações voltadas ao Parque, que vai estimular a cooperação entre Município e Estado”, falou.

Nilton Borgato, explica que o empreendimento será um importante mecanismo no processo de inovação tecnológica de Mato Grosso, em especial por ter a capacidade de promover o desenvolvimento de empresas a partir de ideias e tecnologias geradas em instituições de ensino e pesquisa, mas com a parceria de executivos e empresários.

“Este momento é de suma importância porque as ações do Parque estão avançando, e agora estamos promovendo esta conversa. Queremos construir juntos os processos”, disse.

O Parque – será um ambiente voltado à criação, desenvolvimento, disponibilização de soluções tecnológicas e atração de empresas inovadoras ao mercado. Localizado na região do Chapéu do Sol, em Várzea Grande, a área total do Parque Tecnológico é de 16 hectares. O projeto moderno com estruturas metálicas prevê a implantação de um centro de inovação, incubadoras, aceleradoras, centro de pesquisas, edifícios corporativos, estacionamento, parques, restaurantes e espaço para prestadoras de serviço.

Em maio de 2020, o governador Mauro Mendes e a então prefeita de Várzea Grande Lucimar Sacre de Campos, assinaram a ordem de serviço para construção do Centro de Inovação do Parque Tecnológico Mato Grosso, em Várzea Grande. Estão sendo investidos R$ 8 milhões na obra.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat) é parceira do projeto. Participando das ações de tecnologia e inovação do Parque Tecnológico, por meio de oferta de bolsas e recursos para a construção do Centro de Inovação, com investimento de aproximadamente 16 milhões.

O prefeito Kalil Baracat lembrou que o funcionamento do Parque Tecnológico transformará Várzea Grande em um polo estudantil, já que ali também estão sendo implantadas unidades da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT; Universidade Estadual de Mato Grosso – Unemat; IFMT – Instituto Federal de Mato Grosso e também a sinalização de grandes grupos de ensino superior e tecnológico que manifestaram interesse de também se instalar aqui.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *