MAIS EQUIPAMENTOS E AÇÕES: Kalil define água como prioridade zero e recebe novos equipamentos

Prefeito assinala que até o final de sua gestão quer solucionar em definitivo o problema da falta de água e garantiu recursos, determinação e força de vontade para vencer os obstáculos

Várzea Grande já está executando o Programa de Ação e Melhoramento do Sistema de Abastecimento de Água que começou a ser implantado no ano passado com o início das obras do nova Estação de Tratamento e Abastecimento de Água – ETA Grande Cristo Rei e recebeu nos últimos dias as membranas de ultrafiltragem desta unidade e agora novos conjuntos de motobombas para captação e posteriormente a troca de conjunto de motobombas para a distribuição da água depois de tratada, além de 1,5 km de tubos da adutora bruta de 500 milímetros de ferro fundido para todo o sistema.

“Estes investimentos fazem parte de um conjunto de recursos próprios de Várzea Grande em torno de R$ 74 milhões, que estão sendo executados para solucionar em definitivo o problema do abastecimento de água em nossa cidade e também em obras de saneamento básico que representa uma melhor qualidade de vida”, disse o prefeito kalil Baracat sinalizando ainda que: “em nossa gestão todas as áreas são prioridades, mas a água, o saneamento e a questão do enfrentamento a pandemia da COVID 19 exigem atenção redobrada e podem anotar que não nos faltará empenho, determinação para encontrar soluções para essas pendências”, assinalou.

O prefeito de Várzea Grande lembrou ainda que segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), órgão da ONU para a saúde, aponta que cada um real (R$ 1,00) investido em água e esgoto para a população se economiza R$ 3,00 (três reais) em saúde.

Acompanhado pelo presidente do Departamento de Água e Esgoto (DAE/VG), Carlos Alberto de Arruda Simões e secretários municipais, Kalil Baracat e vereadores receberam os 1,5 km de tubos da adutora nova que abastecerá a nova ETA Grande Cristo Rei e o novo conjunto de motobombas de captação e sinalizou que já autorizou a compra dos conjuntos de motobombas para a distribuição da água após ela ser tratada e reservada.

“São equipamentos novos que tem garantia de funcionamento, maior durabilidade e que evitarão transtornos como os ocorridos neste ano quando várias delas quebraram e deixaram a cidade de Várzea Grande colapsada em relação ao abastecimento de água”, disse o prefeito, frisando conhecer o problema e estar trabalhando para que ele seja solucionado em definitivo.

Kalil Baracat assegurou que no seu mandato a questão da falta de água será diuturnamente enfrentado até que o sistema funcione a contento e assegure o direito de todas as pessoas de terem água tratada e espera em contrapartida que a população ajude a administração municipal evitando o desperdício, o abuso por parte de uma minoria que, no entanto, afeta a muitas pessoas e que os investimentos tenham mais do que respostas positivas e criem a conscientização de todos para que a água seja utilizada de forma responsável.

Ele frisou ainda que o Programa de Ação e Melhoramento do Sistema de Abastecimento de Água de Várzea Grande tem várias fases de execução que passam por obras e investimentos variados, hidrometração para evitar desperdício, recuperação de redes de abastecimento, execução de novas redes e principalmente abundância de água, desde que não haja desperdício.

“Com as obras da nova ETA Grande Cristo Rei elevaremos nossa produção para 1 milhão e 100 mil litros de água por segundo, ou seja, mais de 95 milhões de litros por dia estarão a disposição da cidade e dos seus moradores”, disse o prefeito sinalizando que, paulatinamente as obras e investimentos será também feito o trabalho para se conter as perdas que superam os 60% de tudo que é produzido e que tem um alto custo, por causa da energia elétrica e produtos químicos para o tratamento da água.

Ele lembrou que equipamentos novos e modernos tem mais de um efeito positivo, pois vai melhorar a capacidade de captar e distribuir água para toda a população com um custo menor, pois o consumo de energia elétrica que é a maior despesa do DAE/VG na atualidade, será reduzido, além de outras metas a serem atingidas, “pois com a nova ETA Grande Cristo Rei, passaremos a ter a ETA Ulisses Pompeo para abastecer o centro da cidade e outras regiões e a ETA Júlio Campos para as demais regiões, então haverá uma melhor distribuição da água captada, tratada e distribuída”, disse Kalil Baracat.

As obras já foram iniciadas e possuem prazo de conclusão para o segundo semestre de 2020. Os investimentos no motobomba totalizam R$ 750 mil reais. Os tubos vão compreender a extensão de 1,5 km da estação velha do Zero Km até a ETA Cristo Rei, no qual serão injetados cerca de R$ 3 milhões no sistema. 

“Em Várzea Grande, estão sendo realizados serviços de melhoria e ampliação do sistema de tratamento de água, com a finalidade de melhorar a captação de água. Para isso foram adquiridos um conjunto motobomba reserva, além dos tubos e para nova ETA do Cristo Rei. A bomba será um complemento para a captação e atenderá a ETA Ulisses Pompeu de Campos e a nova ETA Cristo Rei. A nova ETA contribuirá para expressiva captação e distribuição. Com a diminuição da vazão para o Cristo Rei, pois a região terá ETA própria, a vazão para a região central será ampliada e otimizada”, frisa o presidente do DAE/VG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *