Mato Grosso descarta outros dois casos suspeitos de coronavírus

Os casos desconsiderados nesta terça-feira (10.03) passaram pela avaliação do laboratório nacional de referência e são dos municípios de Cuiabá (1) e Alto Taquari (1)

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio do Centro de Operações de Emergência em Saúde de Mato Grosso (COE-MT), descarta outras duas suspeitas de coronavírus no Estado. Os casos desconsiderados nesta terça-feira (10.03) passaram pela avaliação do laboratório nacional de referência e são dos municípios de Cuiabá (1) e Alto Taquari (1).

Entretanto, a SES considera um novo caso suspeito em Lucas do Rio Verde. Atualmente, essa suspeita é a única em todo Estado de Mato Grosso.

Até o momento, as equipes de vigilância monitoraram um total de 12 casos. De acordo com a Nota Informativa da Secretaria de Estado, sete casos foram descartados por apresentarem resultados positivos para Influenza B e quatro foram excluídos por não preencherem os critérios de definição para COVID-19.

Recomendações

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infeccções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

·    Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

·    Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;

·    Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

·    Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

·    Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

·    Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

·    Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

·    Manter os ambientes bem ventilados;

·    Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;

·    Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Todas as Notas Informativas da SES estão disponíveis:

http://www.saude.mt.gov.br/informe/584

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *