Médico e enfermeiro recebem homenagem de familiares de paciente

Ambos fazem atendimento na unidade de Programa de Saúde da Família (PSF) do bairro Despraiado

“As coisas boas também precisam ser divulgadas, para que outras pessoas vejam. Aquilo que é ruim todo mundo repassa e espalha rapidamente. Mas, normalmente, o que acontece de bom, poucos ficam sabendo”, comenta, de forma emocionada, Marciara Pedrosa. A fala da funcionária pública estadual, de 56 anos, é feita para explicar o motivo de uma atitude tomada no último dia 15 de deste mês.

Moradora do bairro Despraiado, ela foi responsável por usar um dos canais da Ouvidoria Geral do Município para uma demonstração de reconhecimento ao trabalho de dois profissionais da Saúde. Marciara registrou no e-mail do órgão, uma manifestação descrevendo e elogiando a atuação do médico Dr. Roberto Romeu e do técnico de enfermagem Juliano de Oliveira, que fazem atendimento na unidade de Programa de Saúde da Família (PSF) da comunidade. Ambos receberam da Prefeitura de Cuiabá, uma Moção de Reconhecimento Público, no último dia 24.

A homenagem foi por conta do auxílio prestado ao pai da cidadã, Sebastião Simplício da Silva. Falecido em 2018, aos 80 anos. O senhor foi, por dois anos, paciente da dupla, criando um laço de carinho entre as partes. “Sr. Prefeito, o trabalho dos profissionais merece o registro desses agradecimentos e elogios nas suas fichas. Eles transcenderam os limites do mero dever de ofício, proporcionando ao paciente e seus familiares, o reconhecimento e admiração pelas atitudes humanas”, expõe trecho da manifestação. 

A funcionária pública conta que o pai morava em Poconé, mas, quando chegou à Capital e passou a receber o atendimento de Roberto e Juliano, optou por não retornar ao município situado 104 km ao Sul de Cuiabá. As visitas residenciais, que fazem parte da rotina de trabalho dos servidores dos PSFs, aconteciam ao menos uma vez por semana e eram sempre muito aguardadas por Sebastião.

“Ele sempre perguntava se já era o dia de ser atendido. Com o tempo, foi virando mesmo um relacionamento de pai e filhos. Inclusive, eu sempre brincava que eles já se conheciam de outras vidas, pela forte relação que foi criada. Em casa, tem um pé de caju e lembro-me que, sempre que fazíamos doce, ele falava primeiro para guardar um pote para os meninos. Da mesma forma, o Dr. Roberto e o Juliano também sempre deixavam para visitar meu pai por último, pois quando chegava a vez dele, ficavam muito tempo a mais”, revela. 

Neste mês, Dr. Roberto Romeu, de 42 anos, fechou seu ciclo na unidade do Despraiado. Isso porque, o profissional dedicado e muito querido na comunidade, foi aprovado em um concurso público de Diamantino, para onde está se transferindo. Na cidade do interior, ele destaca que, assim como tem feito há 10 anos, pretende continuar indo além das atribuições profissionais de um médico e, se possível, encontrar novos “Sebastiões” durante sua jornada.

“A gente precisa sempre ofertar um tratamento mais humanizado possível. Gosto de criar essa boa relação, de ir além da prescrição de uma receita de medicamento. Com o Sebastião foi assim. Tínhamos uma relação de carinho e não há dinheiro que pague o prazer de ter esse reconhecimento do paciente e seus familiares”, comenta o médico.

Já o técnico de enfermagem Juliano de Oliveira continua com sua rotina no PSF Despraiado. Aos 38 anos e profissional desde o ano de 2005, ele enfatiza que criar uma ligação com as pessoas assistidas é extremamente importante. Ele lembra que, em 2009, foi homenageado com uma Moção de Aplausos por adotar esse mesmo procedimento com uma família que recebia atendimento no PSF do bairro Pico do Amor.

“Toda essa proximidade nos tornou grandes amigos. Trabalhamos diretamente com a comunidade e precisamos ter essa ligação. Receber esse reconhecimento 10 anos depois do primeiro, mostra que continuo no caminho certo, mesmo com o desgaste da profissão. É um gás que recebemos para seguir mais uns anos prestando esse serviço”, ressalta Juliano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *