MEIO AMBIENTE: Grande mortandade de peixes é inadmissível, afirma Sema

Equipe multidisciplinar está no local para investigar as causas e apurar as responsabilidades da mortandade notificada no sábado (15)

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) informa que a grande mortandade de peixes, como vem ocorrendo no rio Teles Pires, não está prevista no licenciamento ambiental e é inadmissível. A pasta enviou, nesta segunda-feira (17), uma equipe multidisciplinar para investigar as causas e apurar as responsabilidades em relação à grande mortandade de peixes no rio Teles Pires. O primeiro atendimento ao ocorrido foi realizado pela Diretoria de Unidade Desconcentrada da Sema em Sinop (DUDSinop) no domingo (16).

De acordo com a pasta, diante da inadmissibilidade do que vem ocorrendo, a Companhia Energética de Sinop já foi multada em mais de R$62 milhões ao longo dos últimos 18 meses. A pasta reitera que o licenciamento não prevê tal mortalidade de peixes, uma vez que o instrumento visa justamente mitigar possíveis impactos ambientais.  

Além das multas aplicadas, o empreendimento também foi notificado a instalar um sistema de repulsão dos peixes e a realizar correções na bacia de dissipação ainda em 2020. O acordo foi ratificado pela Justiça Federal em outubro de 2019.

As diligências realizadas pela Sema serão acompanhadas pelo Ministério Público Estadual, Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) e Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *