Menina sofre estupro coletivo em festa com jovens que conheceu pelo Facebook e família denuncia à polícia em Várzea Grande

Ela aceitou bebida dos suspeitos, passou mal e desmaiou. Quando chegou em casa ela percebeu que a calcinha dela estava rasgada e a roupa suja de esperma.

Uma família denunciou à polícia que uma menina de 13 anos foi vítima de estupro coletivo na madrugada desta quarta-feira (1º) em Várzea Grande.

A irmã dela foi quem registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil.

A vítima contou à família que conheceu dois rapazes, menores de idade, pelo Facebook. Eles a convidaram para ir até uma festa em uma tabacaria na Avenida Couto Magalhães, em Várzea Grande.

Os menores pediram um motorista de aplicativo que buscou a adolescente na casa da avó dela. A vítima foi até a tabacaria, onde outros menores faziam uso de narguilé e bebida alcoólica.

Pelo menos outros quatro jovens também estavam no local e ofereceram bebida para a adolescente. Ela aceitou, se sentiu tonta e passou mal. Depois disso, a adolescente afirma que não se lembrava mais de nada.

A menina foi para a casa da avó por volta de 12h, onde percebeu que a calcinha dela estava rasgada e suja de esperma.

A polícia pediu exame de conjunção carnal e outros exames para confirmarem se, de fato, a adolescente foi vítima de violência sexual.

A investigação foi encaminhada para a Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) de Várzea Grande.

2 thoughts on “Menina sofre estupro coletivo em festa com jovens que conheceu pelo Facebook e família denuncia à polícia em Várzea Grande

  1. Dirce says:

    Essas adolescentes tão rebeldia não obedece pai nem mãe quer fazer o que dá na cabeça acham que pode fazer tudo o que quer? Taí essas leis que o estatuto criou só da nisso pai e mãe não pode corrigir conforme tem que ser da nisso aí me desculpem mais no meu tempo era surras mesmo de ficar uma semana tomando sopinha é vai ficar cada vez pior se não mudar essas leis mediolques é miserável taí nossos adolescentes sofrendo as consequências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *