Menor envolvido em roubos, tentativa de homicídio e estupro de vulnerável tem mandado de internação cumprido em Poconé

Um adolescente de alta periculosidade envolvido em diversos atos infracionais na cidade de Poconé (104 km ao sul de Cuiabá) teve o mandado de internação cumprido, nesta quinta-feira (24.06), no município. A ordem de internação expedida com base nas investigaões da Polícia Civil foi cumprida pela equipe da Polícia Militar.

O menor de 17 anos teve o envolvimento identificado em casos de roubo com cárcere privado, roubo de gado, estupro de vulnerável, aborto, tentativa de homicídio todos ocorridos em Poconé.  

O adolescente foi identificado como um dos autores do roubo em uma propriedade rural de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao sul de Cuiabá) em que funcionários e suas famílias foram feitas reféns, trancados em um cômodo por aproximadamente 19 horas.

Do local foram roubados 82 cabeças de gado, cada uma avaliada em torno de R$ 2,5 mil,  localizadas e recuperadas pelos policiais civis e militares poucas horas depois do crime.

O menor também foi identificado como o autor de estupro de vulnerável contra uma adolescente, de 13 anos, que engravidou do suspeito. O caso ficou conhecido na cidade após a menor sofrer um aborto e o feto ser jogado no quintal da casa.

O adolescente ainda estaria envolvido em crime de roubo com restrição de liberdade da vítima cometido contra o dono de supermercado em Poconé e em uma tentativa de homicídio, em que a vítima foi alvejada com três disparos de arma de fogo.

Com base nas investigações da Delegacia de Poconé, foi expedido pelo Ministério Público o mandado de internação do menor, por envolvimento no roubo com restrição de liberdade da vítima. O mandado judicial foi expedido na noite de quarta-feira (23), sendo imediatamente cumprida pela Polícia Militar.

Segundo o delegado, Maurício Pereira Maciel, o menor foi ouvido pela participação no roubo e também pela atuação nos demais atos infracionais. “Ele tem outras ordens judiciais representadas, pelo envolvimento nos outros casos, porém ainda não foram expedidas pela Justiça”, disse o delegado.

Após os procedimentos, o adolescente foi encaminhado para Complexo Socioeducativo do Pomeri, onde foi conseguida a vaga para internação do menor infrator.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *