MT Gás garante abastecimento para o Estado e se torna autossuficiente financeiramente

Planejamento da estatal inclui expansão da matriz energética para veículos, indústrias, e a construção de dutos para fornecer o combustível ao Distrito Industrial

Durante os dois anos de gestão, a Companhia Mato-grossense de Gás (MT Gás) pactuou o retorno do fornecimento de gás natural para o Estado, por meio de um contrato com a Bolívia por dez anos, e fomentou o uso do combustível no Estado. Com o retorno do gás, a estatal se tornou autossuficiente, e fechou o ano com superávit.

Os maiores beneficiados com o retorno do fornecimento foram os motoristas de veículos, principalmente de aplicativos e taxistas. Indústrias também estimam economia com o uso do gás natural de até 50%, em relação a outros combustíveis. 

“O mais importante deste contrato é que temos a segurança jurídica do fornecimento de gás pela primeira vez em 15 anos, e isso possibilita que indústrias possam fazer a conversão e utilizar essa matriz energética mais econômica e sustentável. Os proprietários de veículos também podem se beneficiar da economia pelo uso do gás natural”, afirma o presidente da MT Gás, Rafael Reis.

Com o retorno do fornecimento, a MT Gás voltou a arrecadar e solucionou o problema judicial que fazia com que a empresa pública ainda descapitalizasse o caixa pagando o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ).

“Recebemos R$13,6 milhões em devolução de impostos pagos indevidamente de Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) sobre operações nos últimos anos, após muito trabalho da nossa assessoria jurídica, dos diretores, do presidente, para reaver esse recurso. O valor será investido nas atividades fim da estatal, conforme determinação do governador Mauro Mendes, e apoio do secretário de Desenvolvimento Econômico, Cesar Miranda”, explica o diretor Administrativo e Financeiro, Manoel Antônio Garcia Palma, o Toco Palma.

Com o recurso será possível a construção de dutos para fornecer gás ao Distrito Industrial de Cuiabá, localidade com maior número de empresas que utilizam o gás, potencial de adesão de novas indústrias, e que pode receber investidores atraídos pelo baixo custo do combustível.

Em parceria com a MT PAR – MT Participações e Projetos, já está em fase de licitação a contratação de empresa especializada na elaboração do projeto para infraestrutura de estação e redução de pressão em ramais de distribuição de gás. A licitação será realizada no dia 13 de janeiro.

A gestão da MT Gás também regularizou a parte administrativa e contábil, além de atender aos apontamentos da Controladoria Geral do Estado (CGE) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE). “Com todas as adequações que foram feitas estamos preparados para a gestão dos novos projetos da MT Gás”, finaliza o presidente.

Gás natural veicular

A MT Gás auxiliou empresas convertedoras de veículos oferecendo a capacitação profissional especializada na instalação do conversor em veículos para uso de Gás Natural Veicular (GNV). Com duas turmas formadas, estão certificados 32 mecânicos para atender a demanda. A capacitação foi realizada em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Senai), e com a Cidade Verde Convertedora GNV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *