Mutação ‘fora de controle’ exigiu confinamento em Londres, diz ministro

Hancock utilizou o argumento para justificar o confinamento em parte da Inglaterra, uma medida que afeta 20 milhões de pessoas. Decisão pode continuar em vigor até que a vacinação tenha se generalizado.

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, afirmou neste domingo (20) que a nova cepa do coronavírus estava “fora de controle”, para justificar o confinamento de Londres e parte da Inglaterra.

Hancock alertou que essas medidas podem continuar em vigor até que a vacinação tenha se generalizado.

“Infelizmente, a nova cepa estava fora de controle. Devemos retomar o controle, é a única forma de fazer isso, restringir os contatos sociais”, declarou Hancock à rede Sky News, alertando que a situação é “extremamente séria”.

“Será muito difícil tê-la sob controle até que tenhamos distribuído a vacina”, afirmou. “Teremos que lidar com isso durante os próximos dois meses”, acrescentou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *