Noivos vendem doces nas ruas de Cuiabá e juntam dinheiro para casamento e construção de casa

Laura Santa, de 26 anos, e Fernando Okada, de 31 anos, são estudantes de arquitetura e dividem o trabalho de arquitetos e vendedores de doces das 4h até o fim da tarde.

Um casal está vendendo doces nas ruas de Cuiabá para conseguir juntar dinheiro e realizar o sonho de se casar e comprar um terreno para construir a própria casa na capital. Os noivos Laura Santa, de 26 anos, e Fernando Okada, de 31 anos, são estudantes de arquitetura e dividem o trabalho de arquitetos e vendedores de doces das 4h até o fim da tarde.

Laura contou que ela e o noivo, apesar de se conhecerem há três anos na faculdade, estão juntos há apenas três meses e, há um mês, decidiram fabricar doces para vender nas ruas.

O primeiro objetivo do casal é comprar um terreno, em Cuiabá, que eles estimam custar R$ 150 mil. Em seguida, será a construção da casa, que deve custar cerca de R$ 200 mil.

Já o casamento deve ser voltado somente à família, com uma cerimônia simples no cartório.

Além dos brigadeiros gourmet, o casal se prepara para começar a vender bolos de pote. Segundo Laura, a caixa com nove doces pequenos é vendida a R$ 10 e com nove brigadeiros maiores a R$ 15.

“O Fernando está no último ano do curso e eu termino no próximo ano. Pretendemos continuar com a venda até nos formarmos e aumentarmos a renda trabalhando na nossa área”, disse.

O casal afirmou que pretende comprar o terreno e se preparar para o casamento já no próximo ano, após o término da faculdade.

Fonte: G1

One thought on “Noivos vendem doces nas ruas de Cuiabá e juntam dinheiro para casamento e construção de casa

  1. maria fernandes says:

    Muito bom seu post de verdade, sem dúvidas ajuda muitas pessoas, assim como eu fui ajudado.
    gostei muito do conteúdo que você colocou já vai me ajudar bastante pra ter um norte, com certeza se eu tiver dúvidas voltarei aqui para tirá-las.
    Voltarei para conferir as novidades, pois realmente é muito bom seus conteúdos.

    Grande abraço continue com este belo traballho…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *