NOVAS MEDIDAS E REFORÇO AO ISOLAMENTO: Várzea Grande adia retorno às aulas e inicia terceira etapa da campanha de vacinação

Semanalmente comitê de enfrentamento avaliará o quadro de saúde pública para adoção de novas medidas. Expediente no poder público será retomado dia 18, mas em sistema de rodízio.

Duas medidas foram adotadas pela Prefeitura de Várzea Grande, após a recomendação do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus (COVID 19) e passam a ter vigência nesta segunda-feira, 11 de maio que é o não retorno das aulas nas escolas públicas e particulares e a retomada da campanha de vacinação contra a Gripe Influenza H1N1 com início da terceira fase.

A campanha de vacinação é fundamental, pois ela permite que os servidores da área de saúde possam diagnosticar possíveis casos de Coronavirus (COVID 19), caso o paciente esteja imunizado contra a Gripe Influenza (H1N1).

Nesta nova etapa ela vai até o dia 05 de junho e tem seu público alvo dividido em dois grupos para evtar aglomeração de pessoas nos 19 locais de vacinação.

Entre os dias 11 de 17 maio, crianças com idade de seis meses até cinco anos, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias serão imunizadas. Já durante os dias 18 de maio e 05 de junho, serão vacinadas pessoas com idade entre 55 e 59 anos, além de professores de escolas públicas e privadas, do ensino básico ao superior.

Em um novo Decreto de número 31/2020, a prefeita de Várzea Grande Lucimar Sacre de Campos resolveu – alterar a regra anterior que estabelecia à volta as aulas no dia 18 de maio – e suspender, por tempo indeterminado, o retorno gradual da Rede Pública Municipal e Privada, sendo que no decorrer desta semana nova avaliação será realizada pelo Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus (COVID 19) de Várzea Grande.

A tendência, para um melhor ordenamento é que Várzea Grande construa regras idênticas com o Governo de Mato Grosso para uma retomada de aulas obedecendo a critérios mais técnicos e de segurança tanto para os alunos, como para professores e servidores da Educação Pública e Privada, da segunda maior cidade de Mato Grosso.

“Estamos atentos e reforçando as atividades extraclasse para que os alunos não sejam prejudicados quanto ao seu ano letivo, mas em primeiro lugar temos que cuidar da saúde de todos”, disse o secretário de Educação de Várzea Grande, Silvio Fidélis.

Já a prefeita Lucimar Sacre de Campos lembrou que todas as medidas estão sendo adotadas após parecer e avaliação técnica e sempre ponderando o que é melhor para o conjunto da sociedade e do município como um todo.

“Sabemos o quanto a educação é importante para as nossas crianças e adolescentes, porém o momento requer cautela, por isso resolvemos suspender à volta as aulas por tempo indeterminado. A nossa preocupação é resguardar a população e adotar medidas para conter o avanço do COVID 19. A nossa administração tem tomados medidas de acordo com as necessidades existentes e conforme as determinações do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus. As medidas podem ser alteradas de acordo com as necessidades, levando em consideração a evolução ou diminuição do quadro da doença”, ponderou a prefeita Lucimar Campos.

A gestora lembra que a Prefeitura Municipal vem trabalhando preventivamente, orientando as pessoas que tomem os cuidados necessários como o isolamento para que pode e a utilização de meios de segurança como o uso de mascara, higienização das mãos com álcool gel e que mantenham o distanciamento entre as pessoas, porem em algumas situações esse medida não tem sido cumprida, por isso mesmo não descarta a possibilidade a adotar normas ainda mais rigorosas.

O novo decreto da prefeita Lucimar Campos também determina que os servidores públicos de Várzea Grande voltem a exercer as suas funções em período integral de trabalho, mas em forma de rodízio para evitar aglomerações.  O expediente na Prefeitura Municipal vem sendo feito apenas no período da manhã, e passa no dia 18 de maio a ocorrer durante todo o dia ou em um único período de forma ampliada, resguardando os serviços essenciais que não param.

No tocante a Secretaria de Saúde de Várzea Grande e as metas a serem atingidas, o titular da pasta, Diógenes Marcondes sinalizou que o distanciamento social é a mais importante ação das pessoas em prol da saúde coletiva.

No tocante a terceira etapa da campanha de vacinação, ele explica que esta nova estratégia tem como objetivo evitar aglomerações nas Unidades de Saúde. “A 3ª fase da imunização ocorreria inicialmente entre os dias 09 a 22 de maio, sendo o Dia D de mobilização nacional, em 9 de maio. Estas datas foram alteradas pelo Ministério da Saúde, para o período entre 11 de maio a 05 de junho, havendo divisão desta terceira fase em duas etapas para evitar aglomerações de pessoas além do cancelamento do dia D”, detalhou.

Nesta 3ª fase a Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande espera receber 17 mil doses da vacina inicialmente, segundo a responsável pela Vigilância em Saúde de Várzea Grande, Relva Cristina Silva Moura.

“Essa será a maior meta da campanha no município. Nas outras fases houve uma boa procura principalmente por parte dos idosos, 22.626 mil procuraram a vacina. Na segunda etapa, 11.720 mil caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, profissionais de segurança e salvamento, pessoas com doenças crônicas e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, foram imunizados. No total 34.356 pessoas já foram vacinadas em Várzea Grande”, enfatiza a enfermeira.

Também é esperado que até o final de junho, pessoas entre 20 e 49 anos compareçam as Unidades de Saúde para se prevenirem também contra o Sarampo. A vacina pode ser encontrada em qualquer posto de saúde e protege contra o Sarampo, Caxumba e Rubéola.

“Temos observado que o isolamento social para o enfrentamento contra o coronavírus também está diminuindo as notificações de sarampo no município, uma vez que o Sarampo também é uma doença transmitida via respiratória. Mas pedimos às pessoas que ainda não estão imunizadas que procure a vacina”, alerta Relva.

Diógenes Marcondes reforça “que a imunização contra a gripe não protege contra o novo coronavírus, mas vai auxiliar os profissionais de saúde na triagem de pacientes e acelerar eventual diagnóstico da COVID-19”.

Os locais de vacinação em Várzea Grande são 19 no total: Clínica de Atenção Básica ‘Dr. Moacir Dellanes’ no Jardim Glória, Clínica de Atenção Básica ‘Miguel Baracat’ no 24 de Dezembro, Clínica de Atenção Básica ‘Arminda Sato’ no bairro Marajoara, Clínica de Atenção Básica ‘Vitor Marques’ no Cristo Rei, Clínica de Atenção Básica ‘Dr. Lucilo Freitas no Parque do Lago, Estratégia de Saúde da Família (ESF) ‘Manoel Bernardo de Barros’ no Unipark, ESF ‘Maria Galdina da Silva’ no Vila Arthur, ESF ‘Margarida Pereira Tavares’ no bairro Manaíra, ESF ‘Maria José Pedrosa’ no Capão Grande, ESF ‘Binoca Maria da Costa’ no bairro da Manga, ESF ‘Lurico Ferreira de Magalhães’ no Souza Lima, ESF ‘Celestina Gomes Coelho’ no Água Vermelha, Centro de Saúde (CS) ‘Laurentino Paulo Serqueira’ no bairro Água Limpa, CS do Jardim Imperial, CS da Cohab Cristo Rei, CS do Nossa Senhora da Guia, CS ‘Celina Batista Dantas’ no Ouro Verde. E, ainda nas unidades escolares: Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) ‘Albella Curvo de Moraes’ no Mapim e Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) ‘Maria Pedrosa de Miranda’ no bairro Jardim Petrópolis.

Fique atento às novas datas de vacinação da 3º Fase:

11/05 a 17/05 (1ª Etapa)

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade;

Pessoas com deficiência;

Gestantes;

Puérperas até 45 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *