Operação cumpre buscas para apurar venda de armas por quadrilha envolvidas em crimes contra a vida

A Polícia Judiciária Civil, com a apoio da Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal (PRF), deflagrou na manhã de desta quarta-feira (29.05) a operação 5º Mandamento, para cumprimento de 09 mandados de busca e apreensão domiciliar, na cidade de Pontes e Lacerda e no distrito de Adrianópolis (município de Vale de São Domingos). 

A investigação apura crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições, mantidas para venda visando o pagamento de honorários advocatícios de investigados presos através da operação “Luger”. 

De acordo com o delegado regional de Pontes e Lacerda, Rafael Mendes Scatolon, a operação 5º mandamento é um desdobramento da operação Luger, que identificou e prendeu uma quadrilha especializada em crimes contra a vida.

“Na ocasião foram esclarecidas a autoria de pelos menos 07 mortes, inclusive de uma criança de apenas 02 anos de idade, ocorridas na cidade de Pontes e Lacerda, entre os anos de 2016 a 2018”, disse o delegado. 

Diante de tais fundamentos, a Delegacia Regional de Pontes e Lacerda, responsável pela investigação representou pelo cumprimento dos mandados de busca, devidamente deferidos pelo juízo local. 

Participam da operação, policiais civis da Delegacia Regional e Municipal de Pontes e Lacerda, Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade, Jauru, Policiais Militares da ARI do CR, Força Tática e Policiais Rodoviários Federais.

A operação 5º mandamento faz menção ao mandamento bíblico ‘não matarás’ – ‘só Deus tem o direito de tirar a vida’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *