OPERAÇÃO EX-COMBATENTE: Polícia Civil desarticula grupo criminoso envolvido com comércio de cocaína em Sorriso

Doze ordens judiciais contra seis alvos foram cumpridos na manhã desta terça-feira (12.08), na operação Ex-combatente, deflagrada pela Polícia Civil para desdobramento de investigações do tráfico de drogas, em especial cocaína, no município de Sorriso (442 km ao norte de Cuiabá).

Os mandados, sendo seis de busca e apreensão domiciliar, cinco de prisão preventiva e um de prisão domiciliar foram cumpridos em Sorriso, Mirassol D’Oeste, e na cidade de Barra Velha (SC).

As investigações da Delegacia de Sorriso que desencadearam na operação iniciaram no final de 2018 com um flagrante em que foram apreendidos cerca de um quilo de cocaína pura no município. Durante as investigações foi identificada uma associação criminosa envolvida com os crimes de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Dois dos suspeitos identificados possuíam contas bancárias conjuntas e tinham planos de adquirir caminhões que auxiliariam a prática criminosa. Um dos integrantes do grupo foi identificado em Mirassol D’Oeste como o responsável por fornecer a droga, que vinha da fronteira com a Bolívia, para a pessoa que fazia a distribuição em Sorriso.

Uma mulher que trabalhava como entregadora de uma farmácia, utilizando uma motocicleta, também foi identificada como integrante do grupo e teve a prisão cumprida. Além das prisões, as buscas realizadas nesta quarta-feira (12) resultaram na apreensão de anabolizantes, notebooks, uma CPU, cadernos de anotações e aparelhos celulares.

As investigações continuam em andamento e por se tratar de crime de tráfico de drogas a Polícia Civil tem 30 dias para conclusão do inquérito policial. 

A operação contou com a  participação de 34 policiais civis entre investigadores, escrivães e delegados, 11 viaturas e apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e da Polícia Civil de Santa Catarina. Os trabalhos são coordenados pelos delegados de Sorriso, André Eduardo Ribeiro, Nilson André Faria de Oliveira e o delegado regional de Sinop, Douglas Turíbio Shutze.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *