Operação integrada Compra Segura apreende quatro veículos irregulares e prende três

Duas caminhonetes Hilux, uma Parati e um Gol foram apreendidos durante a operação integrada “Compra Segura”, de fiscalização referente à venda e compra de veículos, no bairro Dom Aquino, região do Porto em Cuiabá, nesta quinta-feira (06.06). O trabalho resultou na condução de três pessoas, que foram autuadas em flagrante nos crimes de receptação, receptação qualificada e adulteração de sinais de veículo automotor.

 A operação da Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), contou com a participação da  Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), para reprimir fraudes relacionadas a venda e compra de veículos.

O veículo Gol e uma das Hilux’s, após checagem apresentaram apenas infrações administrativas e serão encaminhados ao Detran. O veículo Parati estava com sinais identificadores suprimidos. Seu chassi havia sido transplantado, não correspondendo ao documento do veículo. P.M.C, 59 anos, que estava na posse do veículo, foi autuado em flagrante por receptação.

A segunda Hilux de cor branca também estava com os sinais adulterados. A caminhonete pertence a J.C.T, 40 anos,  que havia autorizado a venda do veículo, e tem várias passagens criminais, entre eles tráfico de drogas, receptação e adulteração de sinais identificadores de veículos. Ele e o vendedor do veículo, E.G.J, 45 anos foram conduzidos à Especializada e vão responder por receptação (o vendedor) e adulteração de sinal identificador de veículo automotor (o dono).

O delegado titular da Derrfva, Gustavo Garcia, destacou que a operação desta quinta-feira é uma das ações inseridas no lançamento da cartilha “Compra Segura”, que traz aos cidadãos dicas importantes para sua segurança na hora da compra e venda de veículos, como cuidados básicos ao divulgar dados, imagens, marcar encontros, preços atrativos, consulta de preços, test drive, anúncios na internet, além de outros itens relacionados a entrega do veículo após a venda, pagamento, vistorias e os principais crimes(estelionato, receptação, uso de documentos falsos, outros) ligados a esse tipo de operação. 

“A operação foi um sucesso. Através desta operação integrada com a PM, PRF, Politec, Semob, Detran, foi possível apreender veículos com adulteração de sinais identificadores, coibindo a venda ilegal de veículos na região do pedra. Além disso foi uma grande oportunidade de divulgarmos a cartilha Compra Segura. Estas ações são relevantes para redução dos índices criminais envolvendo veículos automotores e outras serão planejadas”, afirmou.

A cartilha foi desenvolvida pelo delegado-adjunto Arnon Osny Mendes Lucas, após levantamento dos setores de inteligência dos órgãos policiais estaduais e federais que atuam em Mato Grosso, carros e motocicletas objetos dos crimes de furto e/ou roubo ocorridos no Estado e outras unidades da federação estariam sendo comercializados em locais de vendas de automóveis usados, na região metropolitana, com placas e documentos falsificados.

Conforme o delegado, as investigações apontam que veículos furtados ou roubados são comercializados como se fossem carros “Finan”. Os golpistas trocam as placas dos veículos enganando os compradores que não se preocupam em checar os demais dados de identificação e acabam comprando os veículos com restrições de furto ou roubo. Quando abordados pela fiscalização são presos em flagrante por receptação.

 “Em ambos os casos, ocorre o cometimento de crimes. Tanto a pessoa que vende, como aquela que compra ou revende o carro ou motocicleta “Finan”, estão incidindo na prática de crimes estelionato, receptação ou outros a depender de investigação”, alertou Arnon Osny.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *