Operação integrada fiscaliza espaços públicos e privados em Várzea Grande

Essa ação é decorrente dos novos decretos Estadual e Municipal que autorizam a reabertura do comércio e outras atividades econômicas; os fiscais sanitários, agentes da GM e policiais militares verificaram, principalmente, o cumprimento das limitações previstas nos decretos e as medidas de prevenção ao coronavírus

A fiscalização ocorreu em bares, restaurantes, distribuidoras de bebidas, áreas de esportes e lazer públicas e privadas, além de outros estabelecimentos comerciais – Foto por: Christiano Antonucci/Secom MT

Em Várzea Grande, uma operação conjunta desencadeada na noite desta segunda-feira (27.07) pela Polícia Militar, Guarda Municipal e Vigilância Sanitária fiscalizou na área central e bairro, dezenas de bares, restaurantes, distribuidoras de bebidas, áreas de esportes e lazer públicas e privadas, além de outros estabelecimentos comerciais.

A ação é decorrente dos novos decretos estadual e municipal que autorizam a reabertura do comércio e outras atividades econômicas. Os fiscais sanitários, agentes da GM e policiais militares verificaram, principalmente, o cumprimento das limitações previstas nos decretos e as medidas de prevenção ao coronavírus (Covid-19) como o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento social e se havia aglomeração de pessoas.

O decreto municipal de Várzea Grande, 48/2020, editado com base no decreto estadual 573/2020, ambos expedidos na sexta-feira (24), permite o funcionamento dos serviços não essenciais, porém limita a capacidade de atendimento em 70% e o horário entre 10h às 18h. Também mantêm a proibição de aglomerações em jogos, festas, entre outros eventos, assim como a exigência de medidas de higienização, uso de máscaras e outros meios de prevenção à propagação da Covid-19.

Christiano Antonucci/Secom MT

Fiscal da Vigilância Sanitária, Edmilson Pinheiro Silva, destacou que a ação tem como finalidade dispersar possíveis aglomerações em lojas, bares, distribuidoras e bebidas, notificando aqueles que descumprirem as medidas de prevenção. Edmilson lembrou que os estabelecimentos comerciaram foram reabertos, mas a pandemia não chegou ao final, contaminações pelo coronavírus continuam ocorrendo.

“Portanto, faz-se necessário fiscalizar, coibir aqueles que passam do limite fazendo aglomerações, por exemplo, como forma de prevenir o aumento do número de casos da doença e uma nova suspensão das atividades comerciais”, completou.

A tenente Karen Maria Dantas Sanches, designada pelo 2º Comando Regional de Polícia Militar para essa operação, disse que o papel da Polícia Militar é dar suporte em segurança aos fiscais, orientar a sociedade sobre a medidas de prevenção e coibir os excessos, ou seja, descumprimento das restrições estabelecidas nos decretos estadual e municipal como aglomerações em comércios, festas clandestinas e outras atividades que facilitem a propagação do vírus.

Karen assinalou que a reabertura das atividades econômicas não essenciais está autorizada, porém no limite de 70% e sem aglomerações nos locais de venda. O exemplo são as distribuidoras de bebidas, que podem vender produtos, mas não está permitido o consumo no local.

“Essa reabertura de 70% não quer dizer que podemos nos aglomerar, reencontrar pessoas com as quais não estávamos convivendo em casa”, reforçou a oficial militar.

Balanço

Entre março e 20 de julho, atuando com base em decretos do Governo do Estado, a Polícia Militar já desfez 3.700 aglomerações e fez mais de 700 conduções de pessoas a delegacias por descumprimento das medidas de prevenção ao coronavírus (ou seja, por festas clandestinas, aglomerações em bares, áreas de lazer, campos de futebol, rios, cachoeiras…).

A PM também já fez mais de 250 mil orientações individuais, ou seja, abordou ou foi abordada para tratar a questão da pandemia, explicar sobre a importância do uso da máscara facial, do distanciamento social, e que o momento não é para encontros em bares, festas, passeios em grupos, celebrações com aglomerações, entre outras atividades.

Christiano Antonucci/Secom MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *