Operação Mercadores do Tráfico mira integrantes de organização criminosa e efetua prisões em cinco cidades de MT

Conforme levantamentos preliminares realizados pelos policiais civis, possivelmente, o grupo criminoso movimentou durante o ano passado, mais de R$ 300 mil reais

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de São Félix do Araguaia (1.200 km a nordeste de Cuiabá) deflagrou nesta terça-feira (20) a Operação Mercadores do Tráfico para cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar contra integrantes de uma organização criminosa que atua no estado. As ordens judiciais foram cumpridas em cinco municípios de Mato Grosso.

A operação resultou na prisão, até o presente momento, de sete suspeitos de integrarem a organização criminosa voltada aos crimes de tráfico de entorpecentes e lavagem de dinheiro. Além das prisões, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão domiciliar.

A investigação da Delegacia de São Félix do Araguaia apurou que o grupo movimentava, em pequena quantidade, um fluxo de drogas e de dinheiro com a ajuda de colaboradores em outros municípios do Mato Grosso, especialmente Barra do Garças e Rondonópolis, responsáveis por receber os valores das operações criminosas.

Conforme levantamentos preliminares realizados pelos policiais civis, possivelmente, o grupo criminoso movimentou durante o ano passado, mais de R$ 300 mil reais. Na região de São Félix do Araguaia, os alvos da operação possuem passagens policiais por diversos crimes, que além do tráfico de drogas, incluem homicídio e tortura.

As ordens judiciais foram deferidas pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá. A operação segue com cumprimento de outros mandados de prisão e outras diligências estão em andamento.

De acordo com o delegado Artur Andrade Almeida, a investigação iniciou há cerca de um ano, com foco na lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e a apuração identificou que existe uma ramificação de uma organização criminosa atuando na região do Araguaia.

Os investigados presos nesta terça-feira foram conduzidos para a Delegacia de São Félix do Araguaia e para as unidades de Rondonópolis e Jaciara, ficando à disposição da Justiça.

A operação contou com apoio da Delegacia Regional de Rondonópolis e das Delegacias de Alto Boa Vista, de Jaciara, de Barra do Garças e da Polícia Militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *