Padrasto acusado de estupro de vulnerável em Matupá tem prisão cumprida pela Polícia Civil

Um padrasto procurado pela Justiça por crime de estupro de vulnerável praticados contra a enteada, foi preso pela Polícia Civil, na quinta-feira (19.05), em Matupá (695 km ao norte de Cuiabá). A ação resultou na apreensão de uma arma de fogo.

O suspeito de 47 anos teve o mandado de prisão preventiva decretado pelo juízo da Vara Única da Comarca local, após investigação da Delegacia de Matupá visando apurar os crimes.

Além do cumprimento da prisão, o investigado também foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

As diligências iniciaram logo que o Conselho Tutelar acionou a Polícia Civil, comunicando os abusos sexuais que a vítima vinha sofrendo há anos dentro de casa.

Ao ser ouvida em depoimento especial, a vítima relatou os abusos cometidos pelo companheiro da mãe, bem como o agressor a tratava como se fosse “mulher”.

Diante da gravidade dos fatos, o Ministério Público Estadual representou pela prisão do padrasto, deferido pelo Poder Judiciário.

Com a ordem judicial os policiais civis conseguiram localizar o investigado em uma região de garimpo. Na casa dele foi apreendida uma espingarda de calibre 28 sem registro.

Em seguida o suspeito foi conduzido até a Delegacia de Matupá, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão, bem como lavrado o flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Após a confecção dos autos, o preso foi colocado à disposição do Poder Judiciário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.