Pai e mãe do primeiro médico vacinado em Tangará da Serra morrem de Covid-19 com um dia de diferença

Orestes Ambrósio do Nascimento, 81 anos, estava internado, assim como a mulher, Maria do Carmo Nascimento, de 76 anos, mas também não resistiu à doença.

Orestes Ambrósio do Nascimento, 81 anos, e a mulher, Maria do Carmo Nascimento, de 76 anos, morreram de Covid-19 — Foto: Reprodução

O pai do médico intensivista Eli Ambrósio Nascimento, que foi o primeiro a tomar a vacina contra a doença, em Tangará da Serra, a 241 km de Cuiabá, morreu nessa quarta-feira de Covid-19, um dia após a morte da mulher.

Orestes Ambrósio do Nascimento, 81 anos, estava internado, assim como a mulher, Maria do Carmo Nascimento, de 76 anos, mas também não resistiu à doença.

Eli Ambrósio foi vacinado contra a Covid — Foto: TVCA/Reprodução
Eli Ambrósio foi vacinado contra a Covid — Foto: TVCA/Reprodução

O prefeito Vander Masson, manifestou profundo pesar pela morte dos idosos por meio de nota.

“Neste momento difícil, o prefeito Vander Masson, a equipe de servidores da Secretaria Municipal de Saúde, bem como a administração pública municipal, expressam os sentimentos de pesar ao doutor Eli, demais familiares e amigos de Orestes e Maria do Carmo”, diz trecho da nota de pesar.


Quando Eli foi vacinado, a mãe e o pai já estavam entubados e internados em um hospital do município.

Eli é intensivista no Hospital Municipal de Tangará da Serra e trabalha na linha de frente do combate ao vírus. O médico recebeu a dose no dia 20 de janeiro do 1° lote de vacina, após o início do programa de imunização do governo.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *