PM Ambiental fecha fábrica ilegal de carvão de coco de babaçu

Além de sofrer uma multa de R$ 20 mil, a empresa teve o estoque de carvão, quase 6 mil quilos, apreendidos por se tratar de produção irregular

No município de Curvelândia(311 km de Cuiabá) policiais da 4ª Companhia de Polícia Militar de Proteção Ambiental, com sede em Cáceres, fecharam uma fábrica de carvão que funcionava ilegalmente. Usando como matéria prima o coco de babaçu, a indústria produzia para abastecer o município e região.

Sem licença ambiental( Lei nº9605/98) e outros documentações necessárias ao funcionamento, a empresa foi fechada após checagem de denúncia recebida pela unidade militar. A reclamação era que a produção de carvão estava gerando muita fumaça e liberando resíduos que poluía e incomodava os moradores da região.

A ação coorreu nesta quinta-feira(18.03. Além de sofrer uma multa de R$ 20 mil, a empresa teve o estoque de carvão, quase 6 mil quilos, apreendidos por se tratar de produção irregular.

Os proprietários também foram orientados quanto a legislação que regula o uso do babaçu para fazer carvão, entre outras práticas relacionadas à exploração de recursos naturais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *