PM impede “mula do tráfico” de embarcar para a região norte e desarticula quadrilha em VG

Na ação, a PM apreendeu R$ 9 mil, pistola 380, munições e sete tabletes de maconha e pasta base de cocaína

Nesta sexta – feira (05.02) policiais do Grupo de Apoio(GAP) do 4º Batalhão prenderam dois suspeitos que traficavam maconha e cocaína para municípios do norte do estado. Um homem de 41 anos,  se identificou como ‘mula’ do tráfico de drogas, ele foi detido com cocaína na mochila, na rodoviária de Várzea Grande. Outro suspeito (31 anos) foi preso na ação com mais de R $9 mil reais, arma de fogo, munições de fuzil, tabletes e porções de maconha e cocaína.

Durante a madrugada, as equipes do GAP receberam informações de que havia um homem na rodoviária de Várzea Grande com droga na mochila com destino a cidade de Juara. 

De imediato, os policiais foram até o local e identificaram o suspeito.Na abordagem,  a PM encontrou na mochila do homem que se fazia uso de uma bengala,  um tablete de pasta base de cocaína. O suspeito se  identificou como “mula” do tráfico de entorpecentes, juntamente com o seu irmão que estaria com ele na rodoviária, mas não foi localizado. 

O homem recebeu voz de prisão e contou aos policiais que a droga seria de um traficante que reside no bairro Vitória Régia. O GAp se deslocou até o endereço apontado pelo suspeito que ao perceber a viatura tentou fugir, mas acabou capturado pela PM. 

Ao tentar fugir, o suspeito quebrou o celular e jogou o aparelho telefônico no vaso sanitário. Na residência dele, os policiais apreenderam a quantia de R $9 mil, uma pistola cal 380, munições e dois tabletes de maconha no imóvel. Em seguida, a polícia chegou até uma cerâmica desativada de propriedade do suspeito. 

No local, o GAp apreendeu mais três tabletes de maconha, o homem que faz uso de tornozeleira eletrônica afirmou que cooptou os dois irmãos, que estavam na rodoviária para serem mulas do tráfico de entorpecentes e que ele chega a pagar a R $300 aos suspeitos para eles levarem a droga à região norte do estado. 

Na checagem, os militares através da numeração da arma de fogo descobriram que a pistola pertencia a um policial militar da reforma  que havia registrado  boletim de ocorrência em 2019 sobre o extravio da arma.

O bilhete de passagem de ônibus rumo a Juara foi apreendido na ação. Os suspeitos relataram que devido o suspeito “mula” ter uma deficiência nas pernas, ele poderia escapar de abordagens policiais.Os dois suspeitos foram conduzidos à delegacia.

A ocorrência foi entregue à Polícia Judiciária Civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *