PM prende suspeitos de roubo seguido de morte em loja de pneus de Várzea Grande

A arma usada no crime, um revólver calibre 22 com 7 munições intactas e duas deflagradas, também foi apreendida pela PM na casa de um dos envolvidos

Demilson Borges, de 47 anos, foi vítima de latrocínio — Foto: Arquivo pessoal

No início da noite desta terça-feira (29.12), policiais do 25º Batalhão de Polícia Militar prenderam em flagrante delito dois suspeitos de envolvimento no roubo seguido de morte ocorrido minutos antes em uma loja de pneus da Avenida da FEB, em Várzea Grande. O crime teve como vítima um funcionário da empresa, um trabalhador de 47 anos.

Próximo ao local, uma equipe da Guarda Municipal já havia capturado um suspeito, supostamente o autor do tiro que matou o funcionário durante o assalto. Os demais suspeitos, um homem de 29 anos e uma mulher de 30 anos, foram presos pela PM no bairro Manga, em locais distintos.

Monitorado por tornozeleira eletrônica, o suspeito de 29 anos foi capturado dentro do guarda roupas no quarto da casa onde mora. Ele resistiu à prisão e precisou ser imobilizado com uso de força física moderada.

Já a prisão da mulher ocorreu em outra casa, onde os policiais também apreenderam a arma supostamente do crime, um revólver calibre 22 com sete munições intactas e duas deflagradas.

Os suspeitos e arma do crime foram entregues na Central de Flagrante do Cisc Parque do Lago para as medidas legais de polícia judiciária.

Consulta ao sistema de registro de processo no Tribunal de Justiça de Mato Grosso aponta que o suspeito de 29 anos, monitorado por tornozeleira, responde criminalmente por assalto a mão armada (roubo – artigo 157). Esse crime foi praticado em novembro de 2017 em um comércio no bairro do Porto, em Cuiabá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *