Polícia Civil e Sema apreendem quase 400 kg de pescado sem procedência em Várzea Grande

O pescado irregular estava sendo utilizado para abastecer o comércio de venda local bem como diversos restaurantes da baixada cuiabana.

Aproximadamente 400 quilos de pescado irregular foram apreendidos em uma residência em Várzea Grande, na sexta-feira (08.10), em ação conjunta da Polícia Civil, através da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Polícia Militar.

O pescado sem procedência foi encontrado em posse de um homem, de 59 anos, que foi autuado em flagrante por crime ambiental.

As diligências iniciaram após a equipe da Sema receber uma denúncia de que em uma casa, localizada no bairro Alameda em Várzea Grande, havia grande quantidade de pescado ilegal, além de aproximadamente 40 quilos de carne de jacaré.

Ainda segundo informações, o pescado sem procedência estava sendo utilizado para abastecer o comércio de venda local bem como diversos restaurantes da baixada cuiabana. Com base nas informações, os policiais da Dema junto aos fiscais da Sema foram até onde endereço encontraram a três freezer onde estava armazenada a grande quantidade de pescado ilegal.

Questionado sobre o pescado, o dono da residência apresentou seis notas com cinco guias de transporte, que ao serem analisadas pelos fiscais, foram constadas divergências entre destinatários e dadas.

Diante dos fatos, o pescado foi apreendido pela Sema e encaminhado à Dema para as providências cabíveis. Após a perícia, o material foi pesado totalizando 392, 4 quilos de pescado irregular apreendido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *