Polícia Civil localiza corpo e investiga crime de homicídio e ocultação de cadáver em Sinop

O corpo foi localizado em uma cova rasa na zona rural de Sinop, após a motocicleta da vítima ser incendiada

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Sinop (499 km ao norte de Cuiabá), investiga os crimes de homicídio e ocultação de cadáver, ocorridos no município. Antes de ser morta, a vítima foi torturada e teve o seu veículo queimado pelos criminosos.

O corpo de Igor Gonçalves Sassaki, 30 anos, foi localizado na zona rural do município, na tarde de sexta-feira (06.05), durante diligências realizadas pelos policiais da DHPP de Sinop.  As investigações iniciaram, após os policiais da DHPP receberem informações da localização de uma motocicleta incendiada, no bairro Vila Toscana II, que estava  em nome da vítima.

Como o proprietário da motocicleta não foi localizado, a equipe de investigadores da DHPP iniciou levantamentos e troca de informações com a Polícia Militar, conseguindo chegar a uma região de mata na zona rural em que era apontada a localização do corpo.

Ao chegar ao local, os policiais encontraram poças de sangue, cápsulas calibre 9mm,  fios utilizados para amarrar a vítima, além do lacre de tornozeleira eletrônica utilizada por Igor.

No primeiro momento o corpo não foi localizado, então os policiais iniciaram a varredura da região e a aproximadamente 200 metros de distância dos objetos, avistaram uma região de capim amassado, com terra aparentemente mexida.

No local, havia algumas rachaduras (características de corpo em decomposição), então os policiais começaram a escavação, encontrando o corpo da vítima. As equipes da Politec e IML foram acionadas para as providências cabíveis e todo material encontrado no local foi apreendido.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Bráulio Junqueira, logo após a localização do veículo da vítima, os policiais da DHPP iniciaram as diligências para localização da vítima e esclarecimento do crime. “As investigações estão em andamento e os trabalhos estão avançados para identificação e prisão dos autores do crime”, disse o delegado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.